UFC Fight Night 73: Glover e Amanda finalizam e comandam festa brasileira em Nashville

Em um grande atuação, Glover bateu Ovince St. Preux, enquanto Amanda surpreendeu a favorita Sara McMann

Glover (foto) vence St. Preux na luta principal do UFC FN 73. Foto: Josh Hedges/UFC

Glover (foto) vence St. Preux na luta principal do UFC FN 73. Foto: Josh Hedges/UFC

Festa brasileira em Nashville no Tennessee. Na ‘terra do country’ foram Glover Teixeira e Amanda Nunes que deram show no UFC Fight Night 73, evento realizado na madrugada deste domingo (08), nos EUA.

Na luta principal da noite, Glover fez um duelo eletrizante com Ovince St. Preux e venceu o norte-americano com um mata-leão no terceiro round. Já Amanda surpreendeu a favorita Sara McMann, ex-desafiante de Ronda Rousey e medalhalhista de prata nas Olimpíadas de Atenas, e finalizou a rival no primeiro assalto.

Glover se recupera e finaliza

Veja Também

UFC responde Mayweather em confusão com Ronda: ‘Ela não precisa de 12 rounds’
Mayweather provoca Ronda: ‘Me ligue quando ganhar R$ 1 bilhão em 36 minutos’

Glover Teixeira entrou no octógono disposto a se recuperar das duas derrotas consecutivas no Ultimate. Contra Ovince St. Preux e toda a torcida de Nashville, o brasileiro fez uma de suas melhores lutas na carreira para ter o braço erguido no terceiro round.

Com um jogo sólido, Teixeira não se arriscou na trocação do norte-americano e trabalhou muito bem encurtando a distância para chegar a queda e evoluir posições no solo. Por sua vez, ‘St. Preux sempre que conseguia evitar a luta de chão levava perigo ao brasileiro com fortes chutes e perigosos socos.

Na metade da primeira parcial, OSP conectou um chute na linha de cintura do brasileiro e chegou a desestabilizar Glover. Mas assim que o norte-americano tentou encerrar a peleja, o mineiro conseguiu derrubar o adversário e assumiu o controle da disputa.

No segundo round, Glover seguiu a receita do assalto anterior, evitou a troca de golpes e usou bem as quedas. O brasileiro chegou a dominar as costas do rival, mas perdeu a posição quando tentou partir para o estrangulamento.

Com jogo sólido, Teixeira voltou a derrubar Ovince no terceiro round. Com vários socos por cima, o mineiro forçou o rival a abrir espaço. Rapidamente, Teixeira chegou as costas e encaixou o mata-leão.

Amanda bate medalhista olímpica e ganha elogios do patrão

A. Nunes comemora maior vitória de sua carreira. Foto Josh Hedges

A. Nunes comemora maior vitória de sua carreira. Foto Josh Hedges

Primeira brasileira a subir no octógono, Amanda Nunes conquistou a vitória mais importante de sua carreira. Diante da norte-americana Sara McMann, ex-desafiante de Ronda Rousey e medalha de prata nas Olimpíadas de Atenas no wrestling, a lutadora baiana fez uma luta quase perfeita.

Logo nos primeiros movimentos, a brasileira evitou o jogo de quedas da rival e manteve a disputa em pé. Mas quando Sara começava a ganhar confiança na trocação, Amanda surpreendeu.

A norte-americana tentou inovar com um golpe rodado, mas foi pega com um direto de encontro. O soco levou McMann ao chão e a brasileira não perdeu a oportunidade. Rapidamente Amanda chegou as costas e encaixou um justo mata-leão. Sem conseguir escapar, Sara foi obrigada a desistir da luta.

Com o triunfo, Amanda chegou a 11ª vitória na carreira, sendo a quarta no UFC. A boa atuação da brasileira também arrancou elogios de Dana White, presidente do UFC. Em sua conta no Twitter, o dirigente escreveu que o duelo de Nunes ‘pareceu ótimo’.

Homem Ambulância faz mais uma vítima

Conhecido por atropelar seus adversários, Urijah Hall ganhou o apelido de ‘Homem Ambulância’ durante a 17ª edição do TUF, o reality show do UFC. E diante de Oluwale Bamgbose o norte-americano fez valer a alcunha.

Sem tomar conhecimento do rival, Hall precisou de pouco mais de dois minutos para chegar a vitória. Ele aproveitou uma tentativa de chute de Bamgbose para chegar a queda. No chão, ele aplicou vários socos por cima até chegar a vitória por nocaute técnico.

Confira abaixo os resultados do UFC Fight Night 73 – Glover x St. Preux

CARD PRINCIPAL

Glover Teixeira finalizou Ovince St. Preux com um mata-leão a 3m10s do R3;

Beneil Dariush derrotou Michael Johnson na decisão dividida dos juízes (29×28, 28×29, 29×28);

Derek Brunson derrotou Sam Alvey por nocaute técnico no R1;

Jared Rosholt  derrotou Timothy Johnson na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28);

Amanda Nunes finalizou Sara McMann com um mata-leão a 2m53s do R1;

Ray Borg derrotou Geane Herrera na decisão unânime dos juízes (30×27, 30×27, 30×27);

CARD PRELIMINAR

Uriah Hall derrotou Oluwale Bamgbose por nocaute técnico a 2m:22s  do R1;

Chris Camozzi  derrotou Tom Watson na decisão unânime dos juízes (30×26, 29×27, 30×26);

Dustin Ortiz derrotou Willie Gates por nocaute técnico a 2m58s do R3;

Frankie Saenz derrotou Sirwan Kakai na decisão dividida dos juízes (29-28, 27-30, 30-27)

Jonathan Wilson derrotou Chris Dempsey a 50seg. do R1;

Marlon Vera finalizou Roman Salazar com um triângulo de mão a 2m15s do R2;

Scott Holtzman finalizou Anthony Christodoulou com um estrangulamento a 2m40s do R3;

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments