‘Ronda não quer enfrentar a Cris porque sabe que vai perder’, dispara Tito Ortiz

Ex-campeão do UFC e próximo desafiante ao título no Bellator comparou duelo entre as rivais com superluta entre Mayweather e Pacquiao

Ortiz (dir.) já foi empresário de Cyborg (esq.). Foto: Diego Maka/MMA Brasil

Ortiz (dir.) já foi empresário de Cyborg (esq.). Foto: Diego Maka/MMA Brasil

Nesta terça-feira (01), a campeã do UFC Ronda Rousey surpreendeu a todos ao dizer que sua carreira estaria “incompleta” caso ela se aposentasse sem enfrentar a brasileira Cris Cyborg. Porém, na opinião do ex-campeão do UFC Tito Ortiz, amigo e ex-empresário de Cyborg, Ronda só tem dito isso da boca pra fora, pois sabe que não teria chance contra a ex-atleta da Chute Boxe.

Veja Também

Jovem militar convida Ronda para baile e lutadora aceita
Site revela que Fedor assinou contrato com o UFC
Minotauro anuncia aposentadoria e assume cargo no UFC Brasil
Técnica, superação e determinação: a trajetória de Minotauro
Campeões do UFC homenageiam Minotauro: ‘Obrigado’

“A Cyborg já disse que desceria para o peso-galo e aceitou tudo o que a Ronda exigiu para que essa luta acontecesse, mas a Ronda está inventando todo tipo de desculpa. Primeiro, disse que a Cris tinha que descer de peso, mas quando a Cyborg concordou, a Ronda disse: ‘Mas eu só quero enfrentá-la na última luta da minha carreira’. Ou seja, ela só está procurando por desculpas. Ronda não quer enfrentar a Cris porque ela sabe que vai perder”, disse Ortiz, em entrevista ao site do canal “Combate”.

Apesar da crítica, no entanto, Ortiz reconheceu que Ronda está ao lado de Cyborg, em um nível isolado das demais atletas do MMA feminino na atualidade. “Cris é a melhor lutadora desse planeta. Eu não ligo para o que todo mundo diz, sim, a Ronda é ótima, sim, ela é a melhor lutadora peso-galo da atualidade, mas ela nunca enfrentou alguém como a Cris. Todas as lutas que a Ronda já fez na vida foram contra garotas. Ela precisa enfrentar uma mulher como a Cris, porque ela também é uma mulher, não uma garota. Ronda e Cris são duas mulheres que, claramente, são as melhores em suas respectivas categorias”, constatou.

Por fim, Ortiz comparou o duelo entre as rivais com a “Luta do Século” no boxe entre Floyd Mayweather Jr. e Manny Pacquiao. “Eu espero que essa luta aconteça um dia. Eu e todo mundo (risos). Acho que é uma luta da magnitude de Manny Pacquião e Floyd Mayweather para o MMA feminino, com a diferença de que essa vai ser uma luta de verdade, com mais ação. Ninguém vai entrar lá para tocar luvas e vencer por pontos. A Cris vai entrar lá para tentar matar a Ronda. Ela não liga para títulos, ela só quer saber de bater na Ronda e calar a boca dela”, concluiu.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments