‘Acredito que posso bater o peso de Ronda’, diz Cyborg

Brasileira diz que agora tem plena confiança de que pode descer de categoria e reforça seu desejo em nocautear a campeã do UFC

Cyborg (foto) é a campeã peso pena do Invicta FC. Foto: Divulgação/Invicta

Cyborg (foto) é a campeã peso pena do Invicta FC. Foto: Divulgação/Invicta

Por muito tempo o fator peso foi o principal empecilho para os planos de haver uma luta entre Cris Cyborg e Ronda Rousey. A brasileira, que costuma lutar com 66 kg, acreditava que não conseguiria baixar para o peso da campeã do UFC, 61 kg. Mas, ao que tudo indica, a situação mudou.

Veja Também

De olho em Ronda, Cyborg descerá de peso em novembro
Treinador de Ronda descarta luta em peso casado com Cyborg: ‘Nada de exceções’
‘Cyborg quer que lhe ofereçam dinheiro suficiente para levar uma surra’, diz Rousey

Agora, Cyborg tem plena confiança de que é sim capaz de descer de categoria, embora reconheça que o processo não será fácil. “Eu rezo todos os dias. Às vezes eu lembro de algumas lutas com 66 kg e penso que é impossível bater 61 kg, mas agora eu acredito que consigo. Está nas mãos de Deus. Se eu fizer 90%, tenho certeza de que Ele vai fazer os outros 10%. Sei que vai ser difícil. Eu fico louca, como menos e treino mais duro. Sei que não vai ser fácil, mas nada na minha vida é’, disse a lutadora, à emissora norte-americana “ESPN”.

Crente que a luta com Ronda enfim sairá do papel, a brasileira espera poder descontar na rival todo o estresse que viveu com ela nos últimos anos. “Eu quero nocauteá-la. Quero derrubá-la no chão. Vou colocar todos esses cinco anos dentro de mim. Eu escuto ela falando besteira sobre mim e fico na minha, treinando. Quando estivermos no octógono, vou extravasar tudo. Ela nunca enfrentou ninguém como eu, e sei que ela sabe disso”, completou.

Cyborg deverá fazer sua próxima luta, no evento Invicta FC, em um peso intermediário, com 63 kg. Já Ronda colocará seu cinturão em jogo no UFC 193, em novembro, quando enfrenta a também invicta Holly Holm.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments