Lutador do Bellator dispara: ‘MMA é entretenimento, não um esporte’

King Mo considera que Dana White é a maior estrela do ramo e que ‘muito precisa ser feito’ para mudar a situação

Mo é ex-campeão do Strikeforce e está atualmente no Bellator. Foto: Divulgação

Mo é ex-campeão do Strikeforce e está atualmente no Bellator. Foto: Divulgação

O meio-pesado King Mo, ex-campeão do Strikeforce e atualmente no Bellator, avalia que o MMA ainda não chegou à posição necessária para ser considerado um esporte de verdade, ainda ocupando o posto de atração de entretenimento.

Veja Também

Dana White conta que quase ‘saiu na porrada’ com lutadores do UFC
Ex-campeão do UFC culpa Dana White por fim de sua carreira: ‘Grande idiota’

De acordo com o lutador, isso é exemplificado com o fato de, em sua opinião, a maior estrela do ramo ser Dana White, um promotor de lutas, em vez de um atleta. “Dana White é a maior estrela, e este é o problema com o MMA. Dana White é um cara esperto. Ele se transformou em uma marca. Mas, para o MMA se tornar um esporte de verdade, a maior estrela deve ser um lutador de verdade. Simples assim”, comentou Mo, segundo o site norte-americano “MMA Fighting”.

“MMA é entretenimento, e as pessoas não entendem isso. ‘Ah, mas é um esporte’… Não, é entretenimento. Você entendeu errado. Isso é entretenimento, estamos aqui para entreter. Ainda não é um esporte de verdade. Muito mais precisa ser feito para que isso se torne um esporte de verdade”, continuou o atleta, que tem um cartel profissional de 15 vitórias, quatro derrotas e um no-contest.

King Mo, apelido de Muhammed Lawal, voltará a lutar neste fim de semana, no Bellator Dynamite. Ele enfrentará Linton Vassell na primeira rodada de um mini-GP que será realizado na mesma noite, com o vencedor da luta pegando ou Phil Davis, ou Emanuel Newton.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments