Ex-campeão do UFC culpa Dana White por fim de sua carreira: ‘Grande idiota’

Tim Sylvia se disse desvalorizado pelo Ultimate e se colocou entre os 20 melhores pesos pesados do planeta

Tim Sylvia

T. Sylvia (foto) contou detalhes sobre sua ida para o Affliction em 2008. Foto: Divlugação

Dana White é considerado por muitos o principal responsável pelo sucesso do UFC, mas, por outro lado, também é dono de um gênio difícil, que provoca reações de amor e ódio. E mesmo sendo um ex-campeão da maior organização de MMA do planeta, o hoje aposentado peso pesado Tim Sylvia faz parte do segundo grupo, que não é lá muito fã do dirigente. Em entrevista ao podcast de Chael Sonnen, Sylvia citou seus problemas com Dana para justificar o fim de sua carreira profissional.

Veja Também

Dana White conta que quase ‘saiu na porrada’ com lutadores do UFC
‘Efeito McGregor’ faz estreia do TUF 22 bater recorde de audiência
Bellator Dynamite contará com famosa announcer do PRIDE
Werdum garante que lutará antes do que disse White

“Vocês conhecem Dana White. Ele é um grande idiota, só sabe guardar rancor. Estão chateados porque fui apoiar o Affliction. Fui patrocinado por eles por três anos antes de sair. Eles prejudicaram Andrei Arlovski, mas ele foi inteligente, se preparou bem, começou a escolher com quem lutar e emplacou oito ou dez vitórias. Eles não tiveram escolha a não ser trazê-lo de volta para o UFC. Olhe para ele agora, é um top 10. Acredito que se eu tivesse tomado outro rumo, evitado brigas estúpidas e permanecido em forma poderia estar de volta como top 10. Seria o campeão novamente? Não sei, provavelmente não, mas ainda poderia ter lutado com Frank Mir, Antônio Rodrigo Nogueira, Stefan Struve, Matt Mittrione, Brendan Schaub. Eu sou top 20, não há dúvidas disso”, disse o ex-campeão.

Sylvia também explicou os motivos que o levaram a deixar o UFC em 2008 para assinar com o rival Affliction. “Eu estava ganhando 100 mil dólares por luta e outros 100 mil por vitória no UFC. Teria que vencer quatro lutas para ganhar 800 mil, o mesmo que foi pago (pelo Affliction). Eu tinha uma luta no meu contrato e queria enfrentar o Brock Lesnar, mas eles não deixariam. Eu queria receber o mesmo que ele. Ele recebia 300 mil + 300 mil por vitória, mais o dinheiro do pay-per-view. Ganhava quase três milhões de dólares por luta. Eu pensava: ‘sou o ex-campeão peso pesado, esse cara chega e já está ganhando tanto dinheiro? Ele só lutou uma vez na carreira’. Estava muito chateado. Disseram que iam me colocar para lutar com Cheick Kongo na Europa e eu falei que não estava interessado. Pedi para me liberarem e assinei com o Affliction no dia seguinte”, contou.

Aos 41 anos, Tim Sylvia encerrou sua carreira no MMA com um cartel profissional de 31 vitórias, dez derrotas e uma luta sem resultado. Sylvia faria uma luta em janeiro deste ano, contra o brasileiro Juliano Coutinho, mas após se apresentar muito acima do peso permitido, cerca de 20 kg a mais que a categoria de pesados, o ex-campeão não teve sua licença para lutar concedida pela Comissão Atlética de Connecticut e foi orientado a não atuar no evento. Logo após o cancelamento da luta, Tim anunciou sua aposentadoria das artes marciais mistas.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments