Thomson fatura 7 vezes mais em patrocínio no Bellator do que com Reebok

Ex-lutador do UFC divulgou os valores que ganhava no octógono e os que faturou em sua estreia na nova organização

Thomson (foto) fez só uma luta no UFC após o acordo com a Reebok. Foto: Jeff Bottari/UFC

Thomson (foto) fez só uma luta no UFC após o acordo com a Reebok. Foto: Jeff Bottari/UFC

Veja Também

Ronda é eleita um dos 40 jovens mais influentes por rival da Forbes
Rockhold: ‘Vitor Belfort é uma desgraça para o esporte’
‘MayPac’ encabeçam lista e MMA fica de fora dos ‘100 Atletas Mais Bem Pagos’

O contrato de exclusividade no fornecimento de material esportivo entre UFC e Reebok foi considerado um marco na história do MMA, mas também foi alvo de grande polêmica entre os atletas, que reclamaram dos valores repassados aos atletas. Após deixar o Ultimate e assinar com o Bellator, onde os lutadores acertar com seus próprios patrocinadores, o veterano Josh Thomson faturou bem mais do que na antiga organização em sua primeira luta e deu ainda mais argumentos para as reclamações.

Segundo o site norte-americano “MMA Fighting”, o próprio Thomson revelou ter ganhado US$ 35 mil (R$ 145 mil, pela cotação atual) na somatória de todos os seus patrocinadores do Bellator 142, realizado no último fim de semana. Ainda de acordo com o lutador, em sua única luta no UFC sob contrato com a Reebok, ele faturou US$ 5 mil (R$ 20,7 mil).

Pelo contrato entre UFC e Reebok, em vigor desde o último dia 1º de julho, os atletas da maior organização de MMA do planeta podem manter seus patrocinadores pessoais, mas estão impedidos de expor suas marcas em roupas, banners ou acessórios durante os eventos da agenda oficial da semana de lutas, incluindo o próprio combate e as entrevistas coletivas após o evento. Para isso, eles são recompensados com pagamentos entre US$ 2,5 mil e US$ 40 mil, que variam de acordo com o número de lutas junto à Zuffa (empresa que administra o Ultimate) e se estão lutando pelo cinturão.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments