Cormier torce para que Jones ‘se torne uma pessoa melhor’

Atual campeão dos meio-pesados afirmou que gostaria de ver ‘Bones’ como seu próximo adversário dentro do octógono

D. Cormier (foto) comentou o caso Jones. Foto: Josh Hedges/UFC

D. Cormier (foto) comentou o caso Jones. Foto: Josh Hedges/UFC

Atual campeão dos meio-pesados do UFC, Daniel Cormier comentou o desfecho do caso envolvendo o acidente de trânsito de Jon Jones e disse esperar que seu arquirrival utilize a experiência para melhorar enquanto pessoa.

Veja Também

Jon Jones se declara culpado e escapa da prisão, mas ficará sob liberdade condicional
Apesar de acordo com a justiça, UFC mantém suspensão a Jones
Cormier avalia meio-pesados: ‘Eu, Jones e depois o resto’

Em abril deste ano, Jones, então campeão dos meio-pesados, se envolveu em um acidente de trânsito em Albuquerque (EUA). O lutador cruzou um sinal vermelho e atingiu um carro dirigido por uma mulher grávida. Jones, em seguida, fugiu sem prestar socorro. O UFC, pouco depois, retirou o cinturão do lutador e o suspendeu por tempo indeterminado.

Nesta terça-feira (29), a justiça de Albuquerque colocou o lutador sob liberdade condicional por 18 meses, além de obrigá-lo a cumprir serviços comunitários junto a crianças da cidade.

“Jon não está saindo impune. Ele agora poderá ajudar crianças pequenas e orientá-las para que não cometam os mesmos erros que ele cometeu em sua vida. Espero que, por outro lado, ele se torne uma pessoa melhor e volte a fazer o que faz de melhor, que é lutar”, disse Cormier, em entrevista ao site norte-americano “MMA Fighting”.

Cormier fará sua primeira defesa de título neste sábado (3), contra Alexander Gustafsson. Para ele, o cenário perfeito resultaria em uma vitória sobre o sueco, mais uma revanche com Jones futuramente. “Eu adoraria lutar contra ele. Tenho que passar por Alexander Gustafsson primeiro, e depois vemos o que acontece. Mas sim, eu adoraria que Jon Jones fosse meu adversário a seguir”, comentou.

Cormier foi afetado diretamente pelos problemas envolvendo Jones. Ele havia perdido para o então campeão em janeiro, no UFC 182. Porém, com toda a confusão de abril, Jones foi cortado da luta que faria no UFC 187 e Cormier entrou para substituí-lo, em combate que valeria o cinturão vago contra Anthony Johnson. Cormier venceu por finalização.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments