Mãe de Ronda detona técnico da campeã: ‘Ele é terrível’

Ann Maria De Mars rasgou o verboe disse que Edmond Tarverdyan tem sorte de sua filha ter escolhido sua academia para treinar

Relação de Ronda e Edmond não agrada a mãe da campeã. Foto: Divulgação

Relação de Ronda e Edmond não agrada a mãe da campeã. Foto: Divulgação

Com 12 lutas em 12 vitórias no MMA profissional e cada vez mais sucesso em sua carreira dentro e fora do octógono, parece que tudo anda na mais plena harmonia na vida de Ronda Rousey. Porém, aparentemente as coisas não andam tão tranquilas assim entre duas das pessoas mais importantes da vida da campeã: sua mãe e mentora Ann Maria De Mars e seu técnico Edmond Tarverdyan. Em entrevista, a mãe da loira não poupou críticas ao técnico, questionando suas habilidades profissionais e classificando-o como uma pessoa ruim.

Veja Também

Peso pesado do UFC encerra polêmica e confirma namoro com Ronda Rousey
Ronda confirma namoro com peso pesado do UFC: ‘Estamos nos conhecendo’
UFC divulga versão completa de trailer cinematográfico de Ronda x Holm
Joanna supera Ronda e aparece com favoritismo histórico no UFC 193

“Eu acho que o Edmond é um técnico terrível e eu vou dizer isso publicamente: ‘Eu acho ele um técnico terrível e acho que ele ganhou na loteira quando a Ronda entrou na academia’. Ela estava ganhando antes de encontrá-lo. Ela provavelmente ganhou 99% das lutas de judô que participou. Ela ganhou o mundial de judô quando tinha 17 e uma medalha de bronze olímpica depois. Ela ganhou a prata no Campeonato Mundial de Judô. Ela foi uma das maiores atletas do mundo quando entrou na academia do Edmond e ele não dava a ela um dia sequer por mês”, disse De Mars, em entrevista ao canal “LatiNation”.

Mas a mãe de Ronda não parou por aí e disse que a campeã só não deixa a Glendale Fight Club por comodidade e superstição. “Eu acho que a Ronda só fica lá porque, quando alguém tem um jogo perfeito no beisebol usando uma cueca vermelha começa a usar essa cueca todos os dias. É só uma superstição e eu teria cuidado ao pisar nesta academia. Eu acho que é ruim use-a para atrair as pessoas. E eu já falei pra Ronda: ‘eu não vou ficar calada sobre isso’. Ele é uma pessoa ruim e as pessoas não devem ir para lá. E se ele quiser me processar, essa é a minha opinião honesta”, concluiu.

Em meio ao clima tenso entre sua mãe e seu principal treinador, Ronda Rousey volta ao octógono no próximo dia 14 de novembro, na luta principal do UFC 193, evento que acontece em um estádio de futebol com capacidade para mais de 70 mil torcedores em Melbourne, Austrália. Ronda colocará seu cinturão em jogo contra a invicta desafiante Holly Holm.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments