‘Campeão moral’, Herbert Burns comemora definição no ONE FC: ‘Até que enfim’

Brasileiro alfinetou Jadamba Narantungalag e Marat Gafurov, que se enfrentam pelo título dos penas no dia 21/11

Herbert (foto) recebeu garantias do ONE FC de que será o próximo desafiante ao cinturão. Foto:  ONE FC/Divulgação

Herbert (foto) recebeu garantias do ONE FC de que será o próximo desafiante ao cinturão. Foto: ONE FC/Divulgação

“Isso é sério mesmo? Nem estava sabendo, melhor ainda. Até que enfim”. Assim reagiu o peso pena do ONE FC Herbert Burns ao contato do SUPER LUTAS para saber sua opinião sobre o casamento da luta entre Jadamba Narantungalag e Marat Gafurov, valendo a unificação dos títulos dos penas do ONE FC para o dia 21 de novembro, na China.

Veja Também

Mãe de Ronda detona técnico da campeã: ‘Ele é terrível’
Lutadores ‘fazem fila’ para substituir Miocic na luta contra Rothwell na Irlanda
Petição de Nick Diaz atinge meta e será julgada na Casa Branca
UFC Dublin esgota ingressos em tempo recorde

“Eles vão decidir quem é o ‘Campeão de Brinquedo’ do ONE FC, porque depois vão enfrentar o campeão de verdade, o campeão moral: eu”, alfinetou o brasileiro, que já tem a garantia do evento de que será o próximo desafiante ao título. “O Jadamba é campeão há mais de um ano e nunca defendeu seu cinturão e o Marat, campeão interino, ganhou o título dele batendo um cara que entrou na luta de última hora. Então eu sei que já sou o campeão de verdade, vou só esperar eles decidirem aí quem vai me enfrentar”, completou.

Apesar das provocações aos detentores dos títulos linear e interino do ONE FC, Herbert também fez questão de fazer uma análise séria e avaliou os pontos positivos e negativos dos dois adversários, a começar pelo mongol Narantungalag. “São dois caras fortes fisicamente, mas o tempo que o Jadamba está sem lutar pode fazer uma diferença grande. Apesar disso, ele aguenta muita pancada, faixa preta de caratê e que tem um cruzado de direita muito duro, que as vezes ele combina com um chute alto também. Por outro lado, o ponto fraco dele é o jiu-jitsu, que é o calcanhar de aquiles dele. Apesar dele ser faixa preta de judô, ele usa isso só para quedar e defender quedas”, destacou.

“Já o Marat (Gafurov) é o oposto dele”, prosseguiu Herbert. “Tem a trocação razoável, mas o wrestling dele é bom e o jiu-jitsu é seu melhor atributo, sendo um faixa preta do Rafael Haubert da Team Nogueira Dubai e que vive basicamente de estrangulamentos das costas e kimuras. O estilo dele é de ser um daqueles caras que jogam por cima e amassam, mas por baixo não têm o quadril muito solto. Outro ponto que ele sempre surpreende é o gás, porque ele nunca se cansa e anda sempre pra frente. Por isso eu acho que o Marat vai usar a vantagem do grappling dele, enquanto o Jadamba vai tentar controlar o ringue. Assim, eu acho que o Gafurov vai ganhar essa luta, porque ele tem um jiu-jitsu melhor, uma boa estratégia e é mais novo”, completou.

Por fim, Herbert revelou que, apesar das previsões e análises, seu combate ideal seria bem mais simples. “Mas, de verdade, tomara que eles lutem e alguém finalize ou nocauteie. Melhor ainda se finalizar, porque aí ninguém se machuca e o vencedor já pode lutar rapidamente contra mim. Eu vou ficar atento a essa luta, porque espero lutar com o vencedor em breve”, concluiu.

Assista abaixo à última vitória de Herbert no ONE FC:

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments