UFC deve demitir 50 lutadores até a próxima terça-feira, diz site

De acordo com a publicação sueca MMAnytt, Ultimate deve dispensar quase 10% do total de lutadores com contrato no evento

Dana White abriu a carteira para alavancar as vendas do UFC 189. Foto: Reprodução

Presidente do UFC, Dana White (foto), deve dispensar quase 10% dos lutadores do evento. Foto: Reprodução

Veja Também

Primeira parte de ‘pacotão de demissões’ do UFC tem cinco brasileiros
UFC demite campeão do The Ultimate Fighter 19
Vítima de Pezão no Rio, Soa Palelei se aposenta aos 38 anos
Confira os brasileiros em ‘risco’ com a lista de dispensa do UFC

O fantasma do desemprego não assusta apenas a população brasileira em tempos de crise. O UFC, com grande maioria de seu capital dos Estados Unidos, deve promover uma verdadeira dispensa no seu quadro de lutadores. De acordo com o site sueco, MMAnytt, nada menos que 50 lutadores devem ser despedidos até a próxima terça-feira.

O número significaria quase 10% do quadro total de atletas da organização. Atualmente o Ultimate tem, aproximadamente, 550 em seu quadro de atletas. As dispensas, inclusive, já começaram no final de semana, quando cinco lutadores, entre eles o campeão do TUF 19, Eddie Gordon, foram liberados de seus contratos com a organização.

Ainda de acordo com a publicação, os 50 nomes da lista já estão definidos pelo UFC, mas o evento quer esperar até desta semana para fazer o comunicado oficial aos atletas. O Ultimate não confirmou ou sequer negou a notícia publicada no site sueco.

Caso as demissões sejam confirmadas será o maior corte já promovido pelo UFC em toda sua história de quase 20 anos.

Marcadores: UFC

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments