Primeira parte de ‘pacotão de demissões’ do UFC tem cinco brasileiros

Lista contém 17 nomes; veteranos do TUF e recém-contratados não escaparam do "facão" do Ultimate

Brasileiros não ficaram de fora das demissões do UFC. Foto: Divulgação

Brasileiros não ficaram de fora das demissões do UFC. Foto: Divulgação

Nos últimos dias, a notícia de que o UFC poderia demitir quase 10% de seu elenco de lutadores agitou os bastidores do MMA. Aparentemente, a organização já levou em frente a primeira parte do “pacotão de demissões”, que pode chegar até 50 atletas cortados nos próximos dias, e cinco lutadores brasileiros fazem parte da lista.

Veja Também

Após vencer no WSOF, lutador amputado anuncia aposentadoria do MMA
Belfort lança série sobre sua preparação para o UFC SP
Sonnen garante que se manterá aposentado do MMA

Segundo o site “UFC Fighters Info”, que divulga e atualiza o plantel de atletas da organização, nada menos do que 17 lutadores deixaram o Ultimate, entre eles os seguintes brasileiros: Leonardo Macarrão, Hernani Perpétuo, Vagner Rocha, Ivan Batman e William Patolino.

Além dos cinco brasileiros, outros atletas importantes também foram excluídos pela organização, como o campeão do TUF Amir Sadollah e o veterano japonês Naoyuki Kotani. Os demais integrantes da lista de 17 nomes são: TJ Waldburger, Luke Zachrich, Chris Clements, David Michaud, Pawel Pawlak, Ron Starlings, Joe Merrit, Roger Zapata e Lewis Gonzalez.

A lista de 17 nomes é considerada a primeira parte pois só conta com atletas da categoria peso leve para cima, o que corresponde às divisões sob responsabilidade do matchmaker Joe Silva, que já havia anunciado algumas demissões na última semana. Assim, ainda restariam mais nomes das divisões peso pena, peso galo, peso mosca, peso galo feminina e peso palha feminina, cujo trabalho de casamento de lutas é de responsabilidade de Sean Shelby.

Confira a primeira parte da “barca” do UFC:

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments