Cejudo: ‘Lutadores têm medo de confrontar Comissão de Nevada’

Medalhista olímpico explica por que foi um dos únicos a bater de frente com a entidade norte-americana: ‘Não quero perder meus valores’

H. Cejudo (foto) foi medalhista de ouro olímpico em 2008. Foto: Josh Hedges/UFC

H. Cejudo (foto) foi medalhista de ouro olímpico em 2008. Foto: Josh Hedges/UFC

Veja Também

Diaz recebe cinco anos de suspensão por doping em luta contra Anderson
Revoltado com caso Diaz, Cejudo de nega a lutar em Nevada
Ronda parte em defesa do amigo Nick Diaz: ‘Muito injusto’

Quando a Comissão Atlética de Nevada suspendeu Nick Diaz por cinco anos por doping, muitos atletas prestaram apoio ao norte-americano, criticando a entidade por uma punição considerada injusta. No entanto, o peso mosca Henry Cejudo foi um dos únicos a afirmar categoricamente que não lutaria mais sob a jurisdição da entidade, o que inclui combates realizados em Las Vegas (EUA).

Perguntado sobre os motivos de ter sido um dos únicos a tomar tal decisão, Cejudo declarou que os demais lutadores do UFC têm medo de bater de frente com a entidade regulamentadora mais influente do esporte. “As pessoas têm medo. Elas dizem que apoiam, mas aí marcam uma luta em Las Vegas”, comentou, em entrevista reproduzida pelo site “MMA Fighting”.

“Mas, quando disse aquilo, foi para valer. Não sou escravo de ninguém. Sei o que é ser o melhor do mundo, em ter uma medalha de ouro, mas não quero ter um cinturão dourado e perder meus valores”, continuou o atleta, que conquistou uma medalha de ouro no wrestling nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments