Revoltado com caso Diaz, Cejudo de nega a lutar em Nevada

Empresário do lutador mostrou repúdio à comissão do estado e afirmou que não se sente confiante em ver seu atleta atuando sob a jurisdição da entidade

H. Cejudo (foto) foi medalhista de ouro olímpico em 2008. Foto: Josh Hedges/UFC

H. Cejudo (foto) foi medalhista de ouro olímpico em 2008. Foto: Josh Hedges/UFC

O caso de doping envolvendo Nick Diaz e seu controverso desfecho está realmente mobilizando a comunidade do MMA. O norte-americano, que acabou suspenso por cinco anos por ter sido flagrado com maconha na luta contra Anderson Silva, em janeiro, recebeu o apoio de muita gente, como o ex-campeão Tim Sylvia, Kenny Florian, Gina Carano e até mesmo a campeã Ronda Rousey. Quem também entrou no “Time Diaz” foi o peso mosca Henry Cejudo.

Veja Também

Diaz recebe cinco anos de suspensão por doping em luta contra Anderson
Ronda parte em defesa do amigo Nick Diaz: ‘Muito injusto’
Lutadores apoiam Diaz e citam casos de Anderson Silva e Jon Jones

Medalhista de ouro olímpico no wrestling e principal promessa da divisão até 57 kg, Cejudo não irá mais lutar sob a supervisão da entidade, o que inclui Las Vegas (EUA). Foi o que garantiu seu empresário, Bill McFarlane, que enviou ao site “MMA Fighting” um longo depoimento reprovando as atitudes da entidade.

“Estou absolutamente chocado com a forma que a comissão lidou com o caso Nick Diaz. Acho que foi um abuso de poder travestido de autoridade. Eu sinceramente espero que o UFC entre nesta questão. Se não publicamente, então de forma privada. É algo muito infeliz, mas sinto que é prudente avisar ao UFC que Henry Cejudo não vai lutar em Nevada. Eu não tenho confiança que a Comissão de Nevada possa administrar um processo de exames que seja justo e confiável, ou que vá agir de maneira justa e não tendenciosa”, escreveu o empresário.

Invicto no MMA profissional, Cejudo está em ascensão na divisão dos moscas do UFC, com duas vitórias seguidas. No dia 21 de novembro, ele enfrenta o brasileiro Jussier Formiga, em Monterrey, no México.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments