Treinador de Ronda pede falência nos Estados Unidos

Edmond Tarverdyan diz que não possui rendimento há mais de seis meses e declara dívida superior a US$ 700 mil

Relação de Ronda e Edmond não agrada a mãe da campeã. Foto: Divulgação

Apesar de treinar Ronda, Tarverdyan passa por dificuldades financeiras. Foto: Divulgação

Se Ronda Rousey vive a melhor fase de sua carreira, tanto dentro como fora do octógono, o mesmo não se aplica aos membros de sua equipe. O treinador principal da campeã do UFC, Edmond Tarverdyan, deu entrada a um pedido de falência no fim do primeiro semestre deste ano, cuja conclusão deverá acontecer ainda neste mês.

Veja Também

Apaixonado pelo Brasil, técnico revela segredo de Ronda: ‘Trabalho duro e amor aos fãs’
Mãe de Ronda detona técnico da campeã: ‘Ele é terrível’
Ronda desconversa sobre críticas de mãe a técnico

Segundo documentos obtidos pelo site norte-americano “Bloody Elbow”, Tarverdyan alega ser um desempregado e diz não ter rendimento financeiro algum nos últimos meses. Além disso, o treinador afirma ter mais de US$ 700 mil em dívidas, sobretudo com bancos norte-americanos.

Para dar entrada no pedido de falência, Tarverdyan precisou mostrar todos seus rendimentos financeiros por um período de seis meses, entre 1º de janeiro e 30 de junho de 2015. Mesmo que Ronda tenha feito uma luta neste ínterim, contra Cat Zingano, em fevereiro, Tarverdyan diz que seu rendimento foi de US$ 110 negativos por mês.

O treinador deverá se encontrar com seus credores no dia 16 de novembro, ou seja, somente dois dias depois da aguardada luta de sua atleta no UFC 193, quando a campeã faz nova defesa de cinturão diante de Holly Holm em Melbourne, na Austrália.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments