Jones reconhece: ‘Eu estava vivendo como um idiota’

Lutador admite erros do passado, mas garante que agora voltará a competir ‘focado de verdade e com a cabeça no lugar’

Empresário diz que Jones (foto) poderá se aposentar após polêmica. Foto: Divulgação/UFC

Jones reconhece que cometeu erros. Foto: Divulgação/UFC

Jon Jones parece estar realmente disposto a mudar seu estilo de vida para retomar o cinturão dos meio-pesados do UFC. O ex-campeão admitiu em suas redes sociais que levava sua vida de forma irresponsável no passado, mas que agora irá fazer de tudo para voltar aos trilhos e recuperar o sucesso no octógono.

Veja Também

Jon Jones está oficialmente reintegrado ao UFC
‘Nunca vi Jones tão focado como agora’, diz empresário
Cormier renova com o UFC e projeta datas para revanche contra Jon Jones
Vídeo: Jones levanta incríveis 265 kg em academia

O norte-americano foi campeão da categoria até 93 kg entre 2011 e abril deste ano, quando se envolveu em um acidente de trânsito controverso e foi destituído do posto. Na ocasião, Jones cruzou um sinal vermelho e atingiu um carro guiado por uma mulher grávida; o lutador fugiu da cena a pé, sem prestar socorro à vítima, sendo que drogas foram encontradas em seu carro pela polícia.

Meses antes, Jones havia sido flagrado em um exame antidoping surpresa durante os preparativos para a luta que fez contra Daniel Cormier, em janeiro, pelo uso de cocaína.

Em seu perfil no Twitter, Jones foi abordado por um seguidor, que disse que, apesar de sua torcida pelo lutador, ficou decepcionado por suas atitudes. “Você tem todo o direito de estar desapontado. Eu estava vivendo como um idiota, e me levou tempo demais para que eu percebesse isso”, escreveu o lutador.

Um outro internauta lhe enviou uma mensagem de incentivo. “Faça o que tiver que fazer, GOAT [sigla, em inglês, para ‘Maior de Todos os Tempos’]!”. Jones, então, respondeu: “Vou fazer sim, só que desta vez eu vou estar focado de verdade, com minha cabeça no lugar.”

Jones, que chegou a ser suspenso pelo UFC, foi recentemente reintegrado ao plantel da organização, de modo que está liberado para voltar a lutar. Seu retorno ainda não tem data confirmada, mas provavelmente acontecerá em abril de 2016, quando enfrentará novamente Daniel Cormier, agora campeão da categoria.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments