Cormier renova com o UFC e projeta datas para revanche contra Jon Jones

Campeão dos meio-pesados disse que possível luta na casa de Jones pode ser prêmio ao lutador e passar a mensagem errada

D. Cormier (foto) é campeão do UFC desde maio. Foto: Divulgação

D. Cormier (foto) é campeão do UFC desde maio. Foto: Divulgação

Atual campeão dos meio-pesados do UFC, Daniel Cormier está de contrato novo com a maior organização de MMA do planeta. O atleta da American Kickboxing Academy (AKA) renovou com o evento por mais oito lutas e aproveitou a novidade para já planejar aquela que deve ser sua próxima defesa de cinturão, contra o ex-campeão da categoria e único algoz de sua carreira Jon Jones.

Veja Também

UFC 192 bate recorde negativo de vendas de PPV
Brown se machuca e Gastelum fica sem adversário no UFC FN México
Aoki enfrenta brasileiro de 2,25 m em dezembro

“O UFC mostrou que valoriza tudo o que fiz até agora na minha carreira e foi muito justo comigo. Eu só tive que ser eu mesmo e ser honesto”, disse Cormier, em entrevista ao site norte-americano “MMA Junkie”. “Tenho 36 anos de idade e não sei nem se consigo fazer mais oito lutas, mas esse é um novo contrato de oito lutas”, completou Cormier, que sugeriu três possíveis datas para o duelo contra Jones: o evento em abril de 2016 no Madison Square Garden em Nova York, o evento do “Memorial Day” em maio na cidade de Las Vegas ou o UFC 200, também na capital mundial das lutas. “Em termos da minha carreira atlética, a chance de fazer uma luta principal no Madson Square Garden é incrível. É uma oportunidade e tanto, então vamos olhar para isso novamente após o fim do ano e ver como fica”, analisou.

Apesar de se mostrar aberto a um duelo no lendário palco nova-iorquino, Cormier ponderou que dar a Jones uma luta pelo título em seu estado-natal logo de cara pode passar uma “mensagem errada” aos fãs. “Eu não acho que ele deveria ser premiado após voltar passando pelo que passou. (…) Talvez as coisas possam ser diferentes, pois não há outro lugar no país em que você, se for considerado um cara ruim, eles vão vaiá-lo tão forte como em Nova York. Mas mesmo assim as chances disso acontecer são pequenas, pois ele é de Nova York”, observou.

Aos 36 anos, Daniel Cormier tem um cartel profissional de 17 vitórias e uma derrota, justamente para Jon Jones em janeiro deste ano, no MMA. O ex-campeão do GP dos pesados do extinto Strikeforce conquistou o cinturão dos meio-pesados entrando na vaga de Jones no UFC 187 e batendo Anthony Johnson por finalização. Recentemente, no último dia 3 de outubro, Cormier fez sua primeira defesa de título bem sucedida ao vencer o sueco Alexander Gustafsson em decisão dividida dos juízes na luta principal do UFC 192.

Relembre em fotos abaixo a luta entre Jones e Cormier:

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments