Fedor revela preocupação de Putin com seu retorno ao MMA

Lendário russo, que recentemente deixou a aposentadoria, afirmou que buscou opiniões de pessoas mais próximas a respeito de sua volta às lutas

Fedor (esq) e Putin (dir) são amigos de longa data

Fedor (esq) e Putin (dir) são amigos de longa data

Neste ano, Fedor Emelianenko tomou a corajosa decisão de deixar sua aposentadoria no MMA e retornar às lutas. Apesar de seu desejo, o lendário peso pesado russo afirmou que buscou ouvir a opinião de familiares e amigos a respeito, mas uma figura em especial mostrou preocupação: o presidente da Rússia, Vladimir Putin.

Veja Também

Fedor anuncia retorno em evento comandado por ex-presidente do Pride
Evento ‘encosta’ indiano e busca novo oponente de Fedor
Fedor ganhará quase R$ 10 milhões para lutar no Japão

Fedor e Putin são amigos de longa data, já que o político é praticante de artes marciais há décadas. Em entrevista ao site russo “RSport”, Emelianenko afirmou que Putin se manifestou a respeito de seu retorno.

“É muito importante para mim ter o apoio da minha família, e só com o consentimento deles eu retornei. Claro, eu tive de convencê-los. Eu consultei pessoas diferentes sobre isso. Alguns ficaram felizes, outros perguntaram por que voltar. Eles reagiram de maneira diferente, mas basicamente vi que eles apoiaram minha decisão. Eu conversei com Putin e ele disse que ficaria preocupado, mas me desejou sorte”, explicou o lendário lutador, campeão dos pesados do PRIDE na década passada.

O russo irá lutar no dia 31 de dezembro, no evento japonês Rizin FF, organizado pelo ex-presidente do PRIDE Nobuyuki Sakakibara. Seu adversário ainda não foi confirmado oficialmente.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments