UFC SP: Tavares finaliza no card preliminar e bate recorde

Brasileiro superou Clay Guida com uma guilhotina em apenas 39s; Tibau também finaliza rápido, mas com polêmica

T. Tavares (foto) venceu Guida de forma rápida. Foto: Josh Hedges/UFC

T. Tavares (foto) venceu Guida de forma rápida. Foto: Josh Hedges/UFC

Thiago Tavares foi o grande destaque do card preliminar do UFC Fight Night 77, evento realizado na noite deste sábado (7) no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. O brasileiro superou o experiente Clay Guida em luta relâmpago, aplicando a finalização mais rápida de toda a história da categoria dos penas do UFC.

Em menos de um minuto de luta, Guida soltou golpes para “fintar” e, em seguida, mergulhou nas pernas de Thiago. O catarinense, então, encaixou uma justa guilhotina em Guida, que tentou desesperadamente se desvencilhar do golpe, inclusive quase perdendo o calção no movimento. Porém, não lhe restou alternativa a não ser bater em desistência, o que aconteceu em apenas 39s de combate. Assim, Thiago obtém vitória contundente na véspera de seu aniversário de 31 anos.

Curiosamente, os brasileiros alternaram vitórias e derrotas nas lutas diante de estrangeiros no card preliminar. Pedro Munhoz perdeu para Jimmie Rivera, Viscardi Andrade dominou Gasan Umalatov, Chas Skelly finalizou Kevin Souza, Tavares derrotou Guida e Johnny case derrotou Yan Cabral.

Veja Também

Em clima amistoso, Belfort e Henderson batem peso para UFC SP
UFC São Paulo fecha temporada brasileira com trilogia entre lendas: Belfort x Hendo

Na última luta do card preliminar, Gleison Tibau teve trabalho rápido diante de Abel Trujillo. O experiente brasileiro levou a luta ao solo e rapidamente chegou a uma posição de domínio, pegando as costas. Tibau passou o braço pelo pescoço de Trujillo e encaixou um mata-leão, que parecia justo. Porém, o árbitro do combate, Keith Petersen, interveio e interrompeu a luta, avaliando que o norte-americano havia desmaiado. Trujillo protestou, mas já era tarde.

Confira um resumo das demais lutas do card preliminar do UFC São Paulo:

Evento começa com duelo agitado entre ex-TUF Brasil

O card do UFC São Paulo começou movimentado com o duelo entre os ex-TUF Brasil 4 Matheus Nicolau e Bruno Korea. Ambos lutadores viveram momentos de destaque, com dois knockdowns de Nicolau e um de Korea. Porém, no terceiro round, Nicolau não desperdiçou a chance e emendou o golpe com um triângulo de mão, finalizando a luta.

Rivera vence Munhoz na decisão

Jimmie Rivera mostrou ser uma força a ser observada na divisão dos galos ao derrotar o duro brasileiro Pedro Munhoz na segunda luta da noite. O norte-americano levou a melhor no combate, que se desenrolou predominantemente em pé, com boas combinações de golpes no corpo e na cabeça. Munhoz tentou reagir e chegou a revidar, mas Rivera foi mais consistente em 15 minutos de ação. Assim, o norte-americano venceu na decisão dos juízes.

Viscardi domina luta e afunda russo

Quase dois anos afastado do MMA, Viscardi Andrade retornou à ativa com boa vitória diante de Gasan Umalatov. O paulista dominou o combate praticamente do começo ao fim sem grandes sustos, selando o triunfo na decisão unânime dos juízes. Agora, o brasileiro tem duas vitórias contra uma derrota no Ultimate, enquanto que Umalatov fica em situação delicada, com três derrotas em quatro lutas na organização.

V. Andrade (foto) dominou Umalatov. Foto: Josh Hedges/UFC

V. Andrade (foto) dominou Umalatov. Foto: Josh Hedges/UFC

Skelly sobrevive a knockdown e finaliza Kevin Souza

Kevin Souza sofreu sua primeira derrota no UFC na quarta luta do evento em São Paulo. O brasileiro esteve perto de nocautear no primeiro round, mas acabou finalizado por Chas Skelly, que soube impor sua superioridade no solo e finalizar com um mata-leão.

O norte-americano mostrou desde o início seu plano, que era de evitar o boxe de Kevin e jogar no chão. Ele esteve perto de finalizar o brasileiro no primeiro round, com um triângulo de mão, mas Kevin sobreviveu. Logo em seguida, Souza aplicou um duro knockdown, conectando um cruzado que derrubou o norte-americano. Contudo, Skelly voltou ao segundo round decidido a liquidar a fatura, levou a luta ao chão e aplicou um justo estrangulamento.

Case derrota Cabral em decisão apertada 

Os brasileiros voltaram a sofrer um revés na sexta luta da noite. Johnny Case conseguiu ser mais consistente que Yan Cabral e levou a melhor na decisão unânime dos juízes. O brasileiro chegou a obter posições de domínio no solo, mas Case soube se defender. O combate mudou de rumo no segundo round, quando o norte-americano aplicou um knockdown em Cabral; dali em diante, o brasileiro parecia mais lento e cansado. Case, então, controlou a luta até o fim para vencer nos pontos.

Resultados do card preliminar do UFC SP:

Gleison Tibau finalizou Abel Trujillo com um mata-leão a 1min45s do R1

Johnny Case derrotou Yan Cabral na decisão unânime dos juízes;

Thiago Tavares finalizou Clay Guida com uma guilhotina aos 39s do R1;

Chas Skelly finalizou Kevin Souza com um mata-leão a 1min56s do R2;

Viscardi Andrade derrotou Gasan Umalatov na decisão unânime dos juízes;

Jimmie Rivera derrotou Pedro Munhoz na decisão dividida dos juízes;

Matheus Nicolau finalizou Bruno Korea com um triângulo de mão aos 3min27s do R3

Hangout SUPER LUTAS especial UFC SP

Nesta segunda-feira (09), a partir das 20h (horário de Brasília), o SUPER LUTAS realiza uma edição especial do Hangout, analisando e debatendo o UFC São Paulo: Belfort x Henderson 3. Assista ao vivo no nosso CANAL NO YOUTUBE!

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments