Ex-empresário detona Ronda: ‘Criei um monstro, ela não é uma boa pessoa’

Darin Harvey atualmente está processando a lutadora em quase R$ 4 milhões e chamou a derrota da loira de "carma"

Ronda (foto) sofreu sua primeira derrota como profissional diante de H. Holm. Foto: Josh Hedges/UFC

Ronda (foto) sofreu sua primeira derrota como profissional diante de H. Holm. Foto: Josh Hedges/UFC

Darin Harvey foi empresário de Ronda Rousey e esteve com a ex-judoca durante seus primeiros passos no MMA. Porém, agora, ele torce, e muito, contra a loira, e não escondeu sua alegria em vê-la derrotada por Holly Holm no UFC 193, realizado no último sábado (14) em Melbourne (Austrália). Logo após o nocaute brutal que destronou Ronda, Harvey divulgou uma mensagem bastante ressentida nas redes sociais e, posteriormente, em entrevista, foi além e não poupou críticas à agora ex-campeã peso galo.

Veja Também

Vídeo: Assista ao nocaute de Holly Holm sobre Ronda Rousey no UFC 193
Anderson Silva se declara fã de Ronda e apoia ex-campeã: ‘Levante a cabeça’
Ronda Rousey terá que passar por cirurgia plástica após derrota para Holm
Jon Jones rasga elogios à nova campeã Holly Holm: ‘A melhor de todos os tempos’

“CARMA. Não há necessidade de vingança. Apenas sente e aguarde. Aqueles que te machucaram eventualmente vão se dar mal e, se você tiver sorte, Deus vai deixar você assistir”, escreveu Darin, que atualmente está processando Ronda, em seu perfil no Instagram. “Eu criei um monstro. Ela acreditava ser tão especial quanto a imprensa a fazia parecer ser. Eles nunca me deram crédito algum pelo sucesso de sua carreira. Ela não é uma boa pessoa. Você jamais se esquece de onde veio”, declarou, em entrevista ao jornal “USA Today”.

Harvey ainda disse que não conseguiu dormir após o UFC 193, tamanha a emoção vivenciada na luta principal. “Foi tanta emoção… Ela era como uma filha pra mim no começo. Ela costumava passar a noite na minha casa antes de todas as suas lutas”, contou o agente, que alega ser o responsável pelo sucesso midiático de Rousey, após contratar um publicitário e um fotógrafo para montarem um material de imprensa que alavancou a popularidade da lutadora junto aos principais veículos de comunicação dos Estados Unidos.

Atualmente, o empresário exige uma indenização no valor de US$ 1 milhão (R$ 3,83 milhões, pela cotação atual) de Ronda, devido a despesas e investimentos na lutadora que alega ter tido antes que ela desse o retorno necessário. “E ela pensou que ficaria tudo bem e que não me deve um centavo sequer”, reclamou.

Hangout especial debate UFC 193

Ainda sem fôlego após a incrível zebra da luta principal do UFC 193? Em busca de resposta para o que aconteceu em Melbourne? Pois então anote na agenda: nesta segunda-feira (16), a partir das 20h (Horário de Brasília), o SUPER LUTAS realiza uma edição especial do HANGOUT SUPER LUTAS debatendo em todos os detalhes a histórica derrota de Ronda Rousey. Fique ligado e acompanhe em nosso canal no YouTUBE.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments