Ex-colega detona técnico de Ronda: ‘Ela devia ouvir mais sua mãe’

Georgi Karakhanyan até disse que toda a culpa do revés da ex-campeã não pode ser direcionada a Edmond, mas criticou seus métodos de treinamento

Relação de Ronda e Edmond não agrada a mãe da campeã. Foto: Divulgação

Ronda (esq.) e Edmond (dir.): pareceria na GFC está estremecida. Foto: Divulgação

Nas semanas que antecederam a derrota de Ronda Rousey para Holly Holm no UFC 193, um grande desentendimento entre a mãe da ex-campeã AnnMaria De Mars, que inclusive não foi vista durante o evento em Melbourne (Austrália), e seu treinador Edmond Tarverdyan. Passado o traumático revés da loira, a polêmica envolvendo o técnico ganhou mais um capítulo e segundo  ex-companheiro de treinos de Rousey Georgi Karakhanyan é a mãe da lutadora quem tem razão.

Veja Também

Buffer defende Ronda e diz que ex-campeã estava distraída para luta com Holm
Na TV, Holm demonstra cotovelada que abriu caminho para nocaute sobre Ronda
Holm crava: ‘Se lutar dez vezes contra Ronda, venço as dez’
Rafael Cordeiro: ‘Ronda será bem vinda para treinar, mas terá que mudar seu jogo’

“Eu acho que a Ronda, ela faz suas próprias escolhas. Talvez ela devesse ouvir mais sua mãe. Eu acho que qualquer coisa que a mãe dela quiser que ela faça, ela deve fazer isso. Eu não acho que seja minha escolha ela deixar a academia. Isso é por conta dela”, disse Karakhanyan, em entrevista ao site norte-americano “MMA Fighting”. “Eu acho que ela deveria fazer mais sparring com luvas de MMA ao invés de luvas de boxe. (…) Eu acho que a Ronda abriu muitas janelas para as mulheres no MMA. Ela fez muito pelo esporte, por isso é injusto o volume de críticas que ela vem recebendo. Ela realmente fez muito pelo MMA. Eu acho que se ela mudar seu treino, ela pode ser campeã de novo. Mas Holly Holm está em um nível diferente”, completou.

Apesar das críticas, no entanto, Karakhanyan disse que não se pode culpar Edmond integralmente pela derrocada de Ronda, embora tenha voltado a fazer observações sobre os métodos de treino do líder da GFC. “Não dá pra culpar o técnico o tempo todo. Mas deixe-me dizer uma coisa também, ela estava parecendo bem nos aparadores, certo? Qualquer um pode parecer incrível nos aparadores. Eu posso fazer sombra por dez horas em frente ao espelho e isso é um tipo de falsa informação para mim, eu vou pensar ‘Nossa, cara, eu estou pronto para essa luta'”, concluiu.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments