Rafael dos Anjos reclama da liberação de soro proibido para desafiante: ‘Vantagem’

Brasileiro, no entanto, ironizou o "privilégio" a Donald Cerrone e disse que sairá vencedor de qualquer forma

Dos Anjos (esq.) e Cerrone (dir.) se enfrentam no dia 19/12. Foto: Josh Hedges/UFC

Dos Anjos (esq.) e Cerrone (dir.) se enfrentam no dia 19/12. Foto: Josh Hedges/UFC

Campeão dos pesos leves do Ultimate, o brasileiro Rafael dos Anjos coloca seu título em jogo pela primeira vez contra Donald Cerrone no próximo dia 19 de dezembro, na luta principal do UFC on FOX 17. Uma questão em particular sobre o duelo, no entanto, vem deixando Rafael descontente: o fato de Cerrone ter conseguido a liberação para usar o soro intravenoso (IV) para fins de reidratação, o que havia sido proibido há alguns meses.

Veja Também

Fornecedora do UFC se antecipa e diz que McGregor derrotou José Aldo
Bendo ignora proibição e volta a lutar com palito na boca
Jones rebate provocação de Cormier sobre músculos: ‘Vejamos se estou lento quando chutar sua bunda’

“Com certeza ele vem tendo vantagem. Ninguém está tomando soro, só ele. O soro ajuda muito na recuperação de peso. Nesse caso da nossa luta, o soro não vai fazer diferença, porque não irá mudar o resultado da luta. O cinturão vai permanecer comigo. Não sou médico, mas tem estômago sobrando para beber um monte de cerveja, ir para festas, fazer tudo. Para perder peso, tem que tomar soro para se recuperar. Não sou médico para falar, então, beleza. Se o médico falou que pode, então pode. Isso não vai mudar nada na hora da luta. O título vai ficar comigo e vou mostrar por que sou o campeão”, disse o brasileiro, que aproveitou para ironizar a condição do rival, em entrevista ao site do canal “Combate”.

Recentemente, Donald Cerrone explicou a razão pela qual conseguiu uma exceção à proibição do soro intravenoso. O “Cowboy” contou que teve metade do seu estomago e aproximadamente 15 metros do seu intestino retirados durante uma cirurgia à qual foi submetido após sofrer um acidente de quadriciclo. Por isso, segundo ele, seu corpo não consegue processar alimentos e absorver nutrientes da mesma forma que os outros atletas, razão pela qual ele foi autorizado a fazer uso do IV.

Desde o último mês de outubro, a reidratação via soro intravenoso, prática que era bastante difundida entre os lutadores, está vetada para atletas do UFC em qualquer volume superior a 50 ml após a pesagem. Uma das razões pela qual o tratamento foi banido é que ele pode contribuir como agente mascarante de substâncias banidas, como esteroides anabolizantes. A pena para quem for flagrado fazendo uso do IV varia de dois a quatro anos de suspensão.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments