Aldo e McGregor adotam ‘clima zen’ em primeiro encontro na semana do UFC 194

Em coletiva de imprensa nesta quarta (9), lutadores adotam postura mais tranquila, mas reforçam confiança na vitória pelo título

Aldo e McGregor deixaram para trás o clima agressivo pouco o antes do UFC 194. Foto: Reprodução

Aldo e McGregor deixaram para trás o clima agressivo pouco o antes do UFC 194. Foto: Reprodução

José Aldo e Conor McGregor ficaram frente a frente pela primeira vez na semana do tão aguardado combate que irá encabeçar o UFC 194, evento que será realizado neste sábado (12), em Las Vegas, nos Estados Unidos. Nesta quarta-feira, os lutadores participaram da coletiva de imprensa para promover a atração, e o clima entre eles foi menos hostil do que se esperava.

Veja Também

Aldo nega que vai se aposentar depois de enfrentar McGregor
Banda U2 manda mensagem de apoio a McGregor antes de luta com Aldo
McGregor diz que contou com ‘espiões’ no treino de Aldo
Na chegada a Las Vegas, Aldo garante: ‘A vitória sobre McGregor é certa’
Sonnen detona McGregor e chama Aldo de covarde: ‘Os dois estão com medo’

McGregor, autor das principais provocações nos últimos meses, chegou à coletiva em um “modo zen”, como ele mesmo definiu. Com um tom de voz calmo, o irlandês evitou fazer provocações gratuitas a Aldo, mas aproveitou a ocasião para expressar toda sua confiança na vitória.

“Essa luta vai ser um espetáculo, uma atuação de classe. Vai ser a passada do bastão, o começo de uma nova era. Tenho algo a provar, e todos que tem algo a provar são perigosos. Mas estou calmo. Sinto que sou o favorito e venho me portado como o favorito, como um campeão”, disse o irlandês, detentor do cinturão interino da categoria até 66 kg. “Antes, quando era mais agressivo, eu estava sendo honesto com o que eu vinha sentindo, mas agora a situação é outra. A guerra está chegando. Estou calmo, focado, impiedoso para despachar o corpo que está em minha frente”, continuou.

Ao ser perguntado sobre uma previsão para a luta, McGregor disse: “Me vejo entrando na luta imprevisível. Vou pressioná-lo e vou atingi-lo em toda a parte, com o joelho, tornozelo, mãos, cotovelo. Vou ser um fantasma – ele vai pensar que eu estou em um lugar, mas não estou. Vai ser uma obra de arte. Isso vai mostrar o que venho dizendo, que sou o número um. Sinto que José está travado em seus hábitos, em seus padrões. Eles lutam da mesma forma, batem em manopla da mesma forma. É repetição. Sinto que isso fecha sua mente e o torna previsível”, acrescentou o irlandês.

Aldo, por sua vez, se manteve com o mesmo discurso habitual, minimizando o clima hostil com McGregor e reforçando seu foco no combate. “Minha vantagem é o treinamento. Estou muito bem treinado, preparado para tudo. Se for em pé eu vou acabar com a luta, se for para o chão eu vou acabar. Onde essa luta acontecer, eu vou levar. [A postura provocativa de McGregor] Faz parte. É um show. Estou pronto para lutar, então nada do que acontece fora fica na minha cabeça. Confio nos meus treinadores, em mim e sei do meu potencial”, disse o brasileiro.

Ao fim da coletiva, os dois ficaram frente a frente para a tradicional encarada. O clima, novamente, não foi hostil: ambos se encararam seriamente, mas sem agressividade, com Conor adotando uma postura pouco ortodoxa para a foto.

Outros astros ficam em segundo plano

A coletiva também contou com atletas que farão outros combates importantes ao longo da semana, como Chad Mendes e Frankie Edgar, que se enfrentam na sexta, e Chris Weidman e Luke Rockhold, que disputam o cinturão dos médios pouco antes de Aldo x McGregor. E, como já era de se esperar, os atletas ficaram em segundo plano, já que boa parte das perguntas foi destinada aos astros da semana.

Mendes, único atleta a ter enfrentado tanto Aldo quanto McGregor, foi perguntado a respeito de uma previsão para a luta. Ele evitou tomar partido de algum deles. “Sinto que ambos têm condições de causar problemas um ao outro. Conor é longo, canhoto e usa bem a pressão, enquanto que Aldo é explosivo. Aldo é melhor no jogo de solo, então vamos ver o que acontece mentalmente. Estou ansioso para ver isso”, palpitou.

Weidman e Rockhold mostraram respeito mútuo com algumas brincadeiras, mas ambos declararam estar focados para o combate. “Sinto que tenho algo a provar para mim mesmo, para eu mostrar para mim mesmo o quão bom eu sou”, disse o campeão dos médios. “Me sinto pronto, seja técnica, mental e fisicamente. Vou mostrar que sou o melhor”, rebateu o desafiante.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments