UFC 195: Lawler vence Condit e defende cinturão em combate épico

Em combate que já candidato a luta do ano em 2016. Robbie Lawler mostrou valentia, resistência e muita potencia nos socos para defender o título dos meio-médios

Lawler é o novo campeão dos meio-médios. Foto: Josh Hedges/UFC

Lawler defende cinturão dos meio-médios. Foto: Josh Hedges/UFC

2016 acabou de começar, mas o UFC já tem sua candidata a luta do ano. Na atração principal do UFC 195, evento realizado na noite deste sábado (02), em Las Vegas, Robbie Lawler e Carlos Condit travaram uma verdadeira batalha pelo cinturão dos meio-médios.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Em um duelo épico, de 25 minutos de troca intensa de golpes e muito coração dos atletas, Lawler conseguiu defender o título dos meio-médios (até 77 kg.) na decisão dividida dos juízes (48×47, 47×48, 48×47).

A luta

O combate entre Robbie Lawler e Carlos Condit foi histórico e tem tudo para entrar na lista de maiores duelos de toda a história do UFC. Com os atletas com muita entrega e tentando definir a disputa a cada soco, o duelo seria cena de um filme na vizinha Hollywood.

PUBLICIDADE:

Lawler, como campeão, começou tomando a iniciativa e andando para frente, mas Condit era mais perigoso no contragolpe. Em uma destas investidas, o desafiante acertou um golpe de encontro e levou o dono do cinturão a lona do primeiro assalto. Mas Robbie se levantou, sobreviveu ao castigo e continuou na disputa.

Após perder a primeira parcial, Lawler voltou com tudo para o segundo round. O campeão mostrou porque é o dono do cinturão e mostrou todo seu arsenal na luta em pé. Por sua vez, Condit mostrou valentia e acetou a troca franca de golpes. O grande momento do round aconteceu quando Carlos tentou caminhar para frente com golpes retos e foi surpreendido com um cruzado de direita. O soco levou o desafiante a knockdown. Mas, assim como Robbie havia feito anteriormente, Condit aguentou a pressão e continuou na luta.

PUBLICIDADE:

Lawler_X_Condit

PUBLICIDADE:

Como ironia do destino, o terceiro round foi o mais morno de toda a luta, porém, muito possivelmente, o responsável por definir o vencedor. Condit acertou mais Lawler, porém, foi o campeão que levou mais perigo em suas investidas.

No quarto round, a emoção voltou para o octógono. Carlos Condit voltou a abrir o jogo, caminhar para frente e acertar com potência Robbie Lawler. O campeão mostrou muita resistência, mas tinha dificuldades para responder as investidas.

O quinto e último assalto parecia seguir o mesmo caminho do quarto: Condit andando para frente e soltando golpes, enquanto Lawler parecia sem forças para contragolpear. Porém, mais uma vez, o Robbie mostrou porque é o dono do cinturão. Faltando pouco mais de dois minutos para o fim, o campeão, contra as grades, conseguiu acertar o rosto de Carlos.

Lawler percebeu que o rival sentiu o golpe e foi para cima. Com uma combinação incrível de golpes diretos, cruzados e chutes, ele trouxe para si a torcida, que gritava nas cadeiras do MGM Gran Garden. Condit, valente, aguentou a pressão e nos segundos finais também tentou responder com uma joelhada voadora, mas o golpe passou no vazio.

Quando o gongo soou, os atletas, exaustos, se apoiaram nas grades e foram muito aplaudidos pelos torcedores. Ao final, Lawler levou a melhor em na decisão divididida (48×47, 47×48, 48×47) e defendeu o cinturão dos meio-médios pela segunda vez.

Após o anúncio, em sinal de respeito pela grande batalha, Robbie Lawler foi até Carlos Condit e ergueu seu braço mostrando que ele também havia vencido a disputa (assista o vídeo abaixo).

Miocic atropela Arlovski e pede chance por cinturão dos pesados

Na segunda luta mais importante do UFC 195, Stipe Miocic foi quase impecável. O peso pesado de ascendência croata não tomou conhecimento do ex-campeão da divisão Andrei Arlovski e nocauteou o rival em apenas 53 segundos de disputa.

Arlovski, que vinha de seis vitórias em sequência e era o candidato ao posto de desafiante ao cinturão, começou a luta tentando manter a disputa na média distância. Mas assim que Miocic conseguiu encurtar ele soltou um cruzado de direita que balançou o ‘Pitbull’. Arlovski fechou a guarda e tentou se recuperar, mas a quantidade de socos foi tenta que ele acabou indo ao solo.

Com mais alguns socos no chão, o árbitro Herb Dean encerrou a disputa e decretou o nocaute.

Logo após a vitória, Miocic correu na direção de Dana White e berrou com o mandatário pedindo uma disputa de cinturão. “Acho que agora não tem mais jeito! É comigo! Estou pronto para o que for”, disse o peso pesado na entrevista em cima do octógono.

Todos os resultados do UFC 195

CARD PRINCIPAL

Robbie Lawler derrotou Carlos Condit na decisão dividida (48×47, 47×48, 48×47).

Stipe Miocic derrotou Andrei Arlovski por nocaute aos 54s do R1;

Albert Tumenov derrotou Lorenz Larkin na decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28)

Brian Ortega finalizou Diego Brandão com um triângulo a 1m37s do R3;

Abel Trujillo finalizou Tony Sims com uma guilhotina a 3m18s do R1;

CARD PRELIMINAR

Michael McDonald finalizou Masanori Kanehara com um mata-leão a 2m09s do R1;

Alex Morono derrotou Kyle Noke na decisão dividida dos juízes (29×28, 27×30, 29×28)

Justine Kish derrotou  Nina Ansaroff na decisão unânime dos juízes  (29-28, 30-27, 30-27)

Drew Dober derrotou Scott Holtzman na decisão unânime dos juízes;

Dustin Poirier derrotou Joseph Duffy na decisão unânime dos juízes (30-26, 30-27, 30-27)

Michinori Tanaka derrotou Joe Soto na decisão dividida dos juízes (29×28, 28×29, 29×28)

Sheldon Westcott derrotou Edgar Garcia por nocaute técnico (socos) a 3m12s do R1;

Podcast #47: Ngannou defende cinturão no UFC 270 e Dana White ‘some’ + Whindersson Nunes luta neste sábado



Comentários

Deixe um comentário