Cigano admite dificuldade em lidar com a má fase

Brasileiro, ex-campeão dos pesados, afirmou que viveu momentos complicados recentemente, mas mira dar a volta por cima contra Rothwell

Cigano perdeu para Overeem no UFC em Orlando. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC

Cigano perdeu para Overeem no UFC em Orlando. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC

Acostumado a triunfar desde o início de sua carreira no UFC, Júnior Cigano vive um momento um pouco diferente. O ex-campeão dos pesados sofreu três derrotas em suas últimas cinco lutas desde que perdeu o cinturão, e agora precisa dar a volta por cima para poder sonhar em reconquistar o título.

Veja Também

Werdum alfineta Cigano: ‘Pensou no cinturão e foi nocauteado’
Antigo mentor pede que Cigano ‘retorne às suas raízes’ no boxe
Cigano enfrenta Rothwell na luta principal do UFC Croácia

O brasileiro admitiu que superar a má fase tem sido um desafio. “Lidar com esse momento negativo tem sido muito difícil, porque desde que estreei no UFC, em 2008, só tive vitórias, vitórias e vitórias. Aí me tornei campeão. Depois que perdi para Cain Velasquez, comecei a viver momentos muito, muito ruins, inclusive com lesões. Agora estou tentando sair dessa má fase e viver os momentos de vitória novamente”, explicou Cigano, em entrevista ao podcast “The MMA Hour”.

O brasileiro tentará reencontrar o caminho das vitórias no dia 10 de abril, contra Ben Rothwell, na luta principal da estreia do UFC na Croácia. Cigano reconhece que a vitória é fundamental para a continuidade de sua carreira em alto nível. “É uma luta muito importante para mim. Sei que uma vitória irá me colocar na posição que eu estava antes, em primeiro ou segundo no ranking, e perto de uma nova luta pelo título. Claro que não estou pensando em lutar pelo título agora, apenas quero estar na melhor posição que eu puder. É minha vida que está em jogo, e isso é muito importante”, analisou.

Em seu combate mais recente, Cigano perdeu para Alistair Overeem por nocaute técnico, na luta co-principal do UFC on FOX 18. Rothwell, em contrapartida, vem em boa sequência, com quatro vitórias seguidas – duas por nocaute e duas por finalização.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments