Dana ameaça tirar cinturão de McGregor, mas aceitaria reintegrá-lo ao UFC 200

Dirigente disse que irlandês não vai se aposentar e que acredita em seu retorno ao octógono ainda em 2016

Dana (dir.) cravou a volta de Conor (esq.) já em julho. Foto: Josh Hedges/UFC

Dana (dir.) abriu as portas para reconciliação com McGregor (esq.). Foto: Josh Hedges/UFC

Veja Também

Entenda a polêmica que culminou com a saída de McGregor do UFC 200
Sonnen critica comportamento de McGregor: ‘Blefou com os caras errados’
Lutadores do UFC fazem ‘fila’ para substituir McGregor no UFC 200
‘Adeus’ de McGregor ao MMA bate recorde entre esportistas no Twitter

O presidente Dana White abriu o jogo sobre toda a polêmica envolvendo Conor McGregor, que disse que vai se aposentar do MMA e foi cortado do UFC 200. Segundo o dirigente, McGregor não vai pendurar as luvas e deve retornar ao octógono. Apesar disso, o dirigente ameaçou retirar o título dos penas do irlandês.

“Eu acredito que ele vá lutar para o UFC neste ou no próximo ano. Mas o Conor precisa esclarecer essa coisa toda de aposentadoria dele. Se ele estiver mesmo aposentado, eu vou promover a luta entre José Aldo e Frankie Edgar a uma disputa pelo título vago (dos penas)”, disse White, em entrevista ao programa “The Herd”, no canal norte-americano “FOX Sports 1”.

Apesar do discurso duro, o dirigente disse que, caso ele e o lutador “acertem os ponteiros” nos próximos dias, não está descartada uma possível volta de McGregor ao card. “O Conor sempre faz por onde. Ele sempre entrega. Mas esse fim de semana ele não queria, ele não estaria aqui, e eu fiz o que tive que fazer. Não foi por dinheiro, o empresário dele pediu para adiar a coletiva para maio, isso é impossível! O Conor, por algum motivo, acabou surtando com relação a essa história toda. Mas nossa relação não está prejudicada por causa disso. Se o McGregor me ligar depois dessa entrevista e nós esclarecermos as coisas, a gente pode tentar resolver toda essa história do UFC 200. Nós vamos gastar quase 10 milhões de dólares na promoção desse evento”, garantiu o dirigente.

Até o momento, o UFC 200, marcado para o dia 9 de julho na novíssima “T-Mobile Arena” em Las Vegas (EUA), segue sem luta principal. O Ultimate ainda não confirmou a saída de Nate Diaz do card e tenta trabalhar em um substituto para ser o novo adversário do norte-americano.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments