‘McGregor deve voltar entre os UFCs 201 e 203’, diz White

Presidente do UFC volta a descartar irlandês no UFC 200, mas nega estar o punindo: ‘Temos opiniões diferentes’

McGregor (foto) foi cortado do maior evento do ano. Foto: Josh Hedges/UFC

McGregor (foto) foi cortado do maior evento do ano. Foto: Josh Hedges/UFC

O presidente do UFC, Dana White, já projeta a data do retorno de uma das grandes estrelas de sua companhia na atualidade, Conor McGregor. O dirigente, contudo, segue firme na posição de deixá-lo de fora do grandioso UFC 200, em julho, e prevê que o irlandês voltará à ativa entre o UFC 201 e 203.

Veja Também

Conor McGregor garante que está de volta ao UFC 200
Dana White desmente retorno de McGregor ao UFC 200
Treinador ainda acredita que McGregor lutará no UFC 200

Originalmente, McGregor faria a luta principal do UFC 200, reeditando o combate realizado em março deste ano contra Nate Diaz, vencido pelo norte-americano. Contudo, o irlandês se recusou a deixar a Europa durante seus treinamentos e viajar a Las Vegas (EUA) para participar da coletiva de imprensa de semana passada, o que acabou resultando em seu corte da atração.

Assim, White disse que McGregor deverá retornar ao octógono pouco depois do que se esperava. “Ele vai lutar no UFC 201, 203, 203, sei lá. Eu não sei quando, mas nós vamos descobrir”, disse o dirigente, em entrevista ao site “TMZ”.

A informação dada pelo presidente do UFC indica que McGregor deverá ficar de fora não só do UFC 200, mas também do UFC 205, evento que marca a estreia da organização em Nova York. A atração está agendada para 12 de novembro, e, se McGregor de fato lutar entre agosto e outubro, poderá não ter tempo hábil para retornar ao octógono em um período tão curto de tempo.

Mesmo assim, White nega estar castigando o lutador, insistindo que nem mesmo possui problemas com o irlandês. “Conor tem seu próprio jeito de fazer as coisas, mas nós temos opiniões diferentes. Ele acha que não precisa mais fazer coletivas de imprensa. Já disse um milhão de vezes que Conor já se ofereceu para salvar grandes eventos para nós. Não tenho nenhum ressentimento, mas ele não vai lutar no UFC 200”, completou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments