UFC 198: Jacaré não toma conhecimento e atropela Belfort

Fera do jiu-jitsu levou luta ao chão e nocauteou veterano com diversos socos; Cyborg também atropela e Shogun vence

Jacaré (foto) atropelou Belfort em Curitiba. Foto: Josh Hedges/UFC

Jacaré (foto) atropelou Belfort em Curitiba. Foto: Josh Hedges/UFC

Ronaldo Jacaré não tomou conhecimento de Vitor Belfort no duelo brasileiro do card principal do UFC 198, evento realizado na noite deste sábado (14) em Curitiba, no Paraná. O amazonense dominou todas as ações no octógono e obteve a vitória com um contundente nocaute técnico ainda no primeiro round.

Veja Também

UFC 198: Demian e Minotouro brilham em card preliminar
UFC 198: Curitiba recebe maior evento da história do Brasil
Histórico, mas não inédito: Antes do UFC 198, relembre as outras vezes do octógono em estádios

Desde o começo do combate, Jacaré buscava encurralar Belfort e levar a luta ao solo. Assim que conseguiu estabilizar a posição no chão, Ronaldo desferiu uma cotovelada que abriu um grande corte no nariz de Belfort, provocando um sangramento abundante.

O árbitro da luta interrompeu as ações para que o médico verificasse a situação de Belfort, e as ações foram retomadas logo em seguida. Jacaré continuou em posição de domínio: Belfort chegou a levantar, mas o amazonense quedou novamente e punia com golpes.

Acuado com a agressividade do rival, Belfort viu Jacaré montar. Mais golpes foram desferidos e o árbitro interrompeu a luta com poucos segundos para o fim do primeiro round.

Depois de comemorar a vitória, Jacaré deu um recado bem claro ao UFC pedindo pelo cinturão: “Eu mereço lutar pelo título! Acho que eu fiz por merecer! Vou acabar com o Luke se eu pegar ele”, disse, recebendo amplo apoio do público curitibano.

As primeiras lutas do card também tiveram a primeira derrota de Warlley Alves no MMA profissional, uma vitória apertadíssima de Maurício Shogun na decisão dos juízes sobre Corey Anderson e o atropelo de Cris Cyborg em sua estreia no Ultimate, diante de Leslie Smith. Confira como foi!

Cyborg confirma expectativas e atropela

Cyborg atropelou Smith no UFC Curitiba. Foto: Divulgação

Cyborg atropelou Smith no UFC Curitiba. Foto: Divulgação

A maior “barbada” da noite não contou com surpresas. Cris Cyborg confirmou as expectativas e impôs um verdadeiro atropelo sobre Leslie Smith em sua tão aguardada estreia no octógono do UFC.

A brasileira, que não sabe o que é perder no MMA há mais de dez anos, iniciou sua trajetória no Ultimate de maneira contida, atacando sem a agressividade habitual. Porém, durou pouco: com pouco mais de um minuto de luta, Cyborg soltou o jogo e derrubou Smith após cruzados certeiros no queixo.

No chão, a brasileira partiu com tudo e continuou golpeando até a interrupção do árbitro, o que aconteceu a 1min21s de ação. “Eu sou a campeã mundial [na categoria dos penas, que não existe no UFC] há dez anos, então quero defender meu título. Mas posso fazer lutas em peso casado aqui”, comemorou a brasileira.

Smith, visivelmente irritada com a luta, protestou contra a interrupção do árbitro. “Eu nunca paro! Que se f*** isso!”, gritou a norte-americana após o combate.

Shogun vence luta apertada contra Anderson

Shogun venceu Anderson em Curitiba. Foto: Inovafoto

Shogun venceu Anderson em Curitiba. Foto: Inovafoto

Filho ilustre de Curitiba, Maurício Shogun alegrou a torcida presente na Arena da Baixada com sua vitória sobre Corey Anderson. Porém, mesmo que o ex-campeão tenha ficado muito próximo de nocautear em duas oportunidades, a luta foi extremamente dura e parelha.

O primeiro round se desenrolou praticamente todo em pé, com o brasileiro abusando dos chutes baixos. Nos segundos finais, Shogun acertou um poderoso cruzado de esquerda, que fez Anderson bambear e cair. O norte-americano, porém, foi salvo pelo gongo.

No segundo round, Anderson decidiu voltar às suas raízes e usar mais o wrestling. Shogun, porém, conseguia evitar que Anderson estabilizasse a posição, apesar de que ele próprio pouco fazia para danificar o adversário. Novamente nos segundos finais, Anderson tentou um chute e Shogun aproveitou com um contra-ataque certeiro, que derrubou o norte-americano com tudo. Mais uma vez, salvo pelo gongo.

No assalto final, Anderson mostrou maior desejo em utilizar a luta agarrada. Ele chegou a quedar Shogun em várias oportunidades, mas o brasileiro levantava. Depois de três rounds movimentados, dois juízes deram vitória a Shogun, e um deu a Anderson.

Warlley perde invencibilidade contra Barberena

Campeão do TUF Brasil 3, Warlley Alves sofreu sua primeira derrota no MMA profissional na abertura do card principal em Curitiba. O brasileiro começou bem, mas acabou superado por Bryan Barberena na decisão dos juízes.

Warlley começou a luta tentando pegar uma guilhotina, mas Barberena sobreviveu. Depois de um primeiro round apertado, com ritmo intenso, o brasileiro apresentou cansaço nos rounds restantes e protagonizou uma luta “lá e cá” com o rival.

Contudo, Barberena conectou os melhores golpes, que foram suficientes para lhe dar a vitória de forma unânime. É a segunda vez seguida em que ele tira a invencibilidade de uma promessa: antes, ele havia finalizado Sage Northcutt, o “queridinho” do UFC.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments