Ex-funcionário faz acusações sérias e entra na justiça contra o Bellator

Zach Light afirmou que a organização falsificava relatórios médicos e casava lutas com o objetivo de prejudicar empresários

S. Coker (foto) é o CEO do Bellator. Foto: Divulgação

S. Coker (foto) é o CEO do Bellator. Foto: Divulgação

A direção do Bellator poderá enfrentar sérios problemas com a justiça norte-americana após um antigo funcionário processar a organização, a qual acusa de cometer irregularidades tanto no aspecto ético quanto no regulamentador.

Veja Também

Presidente do Bellator descarta retorno de Dada 5000
Ator pornô entra na justiça contra o Bellator
Agora no Bellator, Mitrione detona: ‘UFC te rouba de seus dois bolsos’

Zach Light, ex-lutador de MMA e que possuía um cargo executivo no Bellator, afirmou que a segunda organização mais importante do esporte chegou a falsificar relatórios médicos para que seus atletas conseguissem a licença para lutar com as comissões atléticas.

Além disso, ele acusa o presidente do Bellator, Scott Coker, e o vice, Rich Chou, de casarem lutas entre atletas de níveis discrepantes com o objetivo de prejudicar intencionalmente algum empresário de lutadores com os quais possuíssem desavenças.

O processo foi registrado na Corte Superior da Califórnia (EUA) na última terça-feira, dia 24 de maio. O Bellator ainda não se pronunciou oficialmente sobre o assunto.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments