Após sucesso do UFC 193, cidades australianas querem sediar retorno de Ronda

Melbourne e Sydney se mostraram empolgadas com números de luta em novembro do ano passado

Ronda fez sua última luta na Austrália. Foto: Divulgação

Ronda fez sua última luta na Austrália. Foto: Divulgação

Devido ao assombroso sucesso do UFC 193, evento realizado em novembro do ano passado e que viu a primeira derrota de Ronda Rousey, duas cidades australianas mostraram interesse em sediar o retorno da ex-campeã à ativa: Melbourne e Sydney.

Veja Também

Campeã do UFC, Miesha reconhece: ‘Ronda vai me odiar até o dia de sua morte’
Ronda assina com produtora para trabalhar em mais três filmes
Dana White põe em xeque retorno de Ronda em 2016: ‘Só depende dela’

Ronda, considerada uma das principais estrelas do esporte na atualidade, enfrentou Holly Holm no Etihad Stadium, em Melbourne, evento que registrou o maior público da história do UFC (56 mil pessoas). De acordo com um estudo local, a presença da norte-americana no evento contribuiu para que fossem gerados US$ 102 milhões para a economia local, além de 894 empregos temporários.

Justamente por isso, as duas cidades expressaram seu interesse ao UFC para que a próxima luta de Ronda seja realizada por lá. O octógono deverá desembarcar novamente no país em novembro, embora a cidade não tenha sido definida.

“Se Ronda quiser vir e lutar em Melbourne, ela virá e lutará em Melbourne. [Sua última luta] foi um imenso sucesso, já que ela tem grande base de fãs por lá”, disse Peter Kloczko, porta-voz do UFC na Austrália, ao jornal “Herald Sun”.

No UFC 193, Ronda foi dominada por Holly Holm e perdeu o cinturão com um nocaute no segundo round. Seu retorno ainda não foi oficializado – o UFC projeta sua próxima luta para novembro, possivelmente em Nova York (EUA).

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments