CABMMA reconhece erro, volta atrás e anula luta do Max Fight 18

Após confusão do árbitro no octógono, duelo entre Dill Furacão e Diego Gaúcho foi revertido em um "no contest"

Dill (esq.) e Gaúcho (dir.), luta virou "no contest". Foto: Reprodução/Facebook

Dill (esq.) e Gaúcho (dir.), luta virou “no contest”. Foto: Reprodução/Facebook

No ringue do Max Fight 18, realizado no último dia 21 de maio em Varginha (EUA), Dill Furacão saiu com a vitória por nocaute técnico sobre Diego Gaúcho. No entanto, o resultado foi revisto pela Comissão Atlética Brasileira de MMA (CABMMA) e a luta anulada.

Veja Também

Werdum aparece com R10 e Tyson gravando filme de Van Damme
UFC 199 terá inovação com pesagem 30 horas antes do evento
Ex-lutador do Bellator é baleado em restaurante na Rússia

O motivo da revisão no resultado foi um erro cometido pelo árbitro central Wernei Cardoso. Segundo o comunicado divulgado pela própria CABMMA, o árbitro confundiu os sinais feitos pelo lutador e entendeu um gesto que sinalizava um dedo na boca devido a um soco com a mão aberta com a desistência de Gaúcho, declarando o fim do combate.

Desta forma, após o apelo feito pelo lutador junto à CABMMA, a vitória por nocaute técnico para Dill Furacão foi cancelada e a luta foi transformada em um “No Contest”, luta sem resultado. Não foi anunciado pela entidade se o árbitro Wernei Cardoso sofrerá algum tipo de sanção devido ao equívoco.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments