Rockhold admite ‘idiotice’ no UFC 199: ‘Eu subestimei o Bisping’

Ex-campeão comentou o poder do soco do rival e disse que precisão é mais importante que potência para nocautear

Rockhold (dir.) foi nocauteado por Bisping (esq.). Foto: Josh Hedges/UFC

Rockhold (dir.) foi nocauteado por Bisping (esq.). Foto: Josh Hedges/UFC

Veja Também

Vídeo: Assista ao nocaute de Bisping sobre Rockhold no UFC 199
Além do cinturão, Bisping fatura bônus por performance no UFC 199
Jornalista é banido pelo UFC após furo sobre volta de Brock Lesnar

Um dos aspectos mais comentados da derrota de Luke Rockhold para Michael Bisping na luta principal do UFC 199, no último sábado (04), foi a postura do então campeão dos médios, que parecia desinteressado e com certa soberba no octógono. Na coletiva após o nocaute sofrido para Bisping, que lhe custou o título, Rockhold confirmou que não mediu bem a ameaça que o britânico poderia representar, e acabou pagando o preço por isso.

“Eu estava subestimando Michael Bisping. A derrota não teve nada a ver com o meu joelho. Não só o subestimei como supervalorizei o meu jab. Foi uma idiotice, porque achei que ele não tinha nada que me ameaçasse. Eu deveria ter sido quem sempre fui no octógono. Fui pego por achar que ele não me ameaçaria em nada”, disse o ex-campeão.

Questionado sobre o poder de nocaute de Bisping, outrora bastante criticado, Rockhold foi enfático e garantiu que qualquer atleta pode nocautear desde que acerte um golpe certeiro. ” A questão não é a força com que se bate, mas onde se acerta o golpe. Se você acerta o lugar certo no momento certo, a luta acaba. Eu conectei um jab e me afastei, deixando o queixo exposto. Ele percebeu e me acertou exatamente na ponta do queixo. Eu achava que estava controlando a luta e ele me pegou. Não há nada que eu queira mais que uma revanche contra Michael Bisping. Quero mais isso que ganhar a minha faixa preta”, concluiu.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments