Rafael Feijão se envolve briga em boate de Cuiabá

Ex-lutador do UFC, Rafael Feijão se envolveu numa confusão ao defender uma amiga na cidade de Cuiabá no último domingo (26)

Feijão é o único brasileiro do UFC em Las Vegas. Foto: Divulgação

Ex-UFC, R. Feijão se envolveu em confusão. Foto: Divulgação

O brasileiro Rafael Feijão se envolveu em uma confusão na madrugada do último domingo (26) em uma boate na cidade de Cuiabá. Segundo relatos da polícia militar, o ex-lutador do UFC chegou a agredir um homem dentro da casa.

Veja Também

Dos Anjos usa toalha, mas bate peso e confirma luta pelo título
Ex-campeão de boxe acusa McGregor de editar vídeo de treino para ‘parecer bom’
Lesnar sofre para encontrar luva do UFC que sirva em suas mãos

Feijão teria defendido uma amiga, que foi abordada de forma brusca por um homem identificado como Bruno Figueiredo e por seu amigo Fábio Menezes, deixando o ex-UFC irritado. Os três discutiram e, após serem separados por seguranças, Rafael agrediu Bruno, fazendo com que Fábio chamasse a polícia.

Em entrevista ao site ‘Mídia News’, Rafael ‘Feijão’ explicou a situação e negou a agressão ao rapaz. Segundo o atleta, um dos rapazes teria dito que lhe daria ‘um tiro na cara’, além de prometer que iria lhe esperar do lado de fora da boate após ele defender a amiga.

“A minha amiga, que estava no mesmo camarote, foi abordada por dois rapazes e um deles segurou o braço dela com força. Ela estava se recusando a conversar com ele. Nesse momento, eu intervi, dizendo para ele não segurar a menina. Nisso, eu o empurrei e ele me ameaçou, dizendo que iria dar um tiro na minha cara. Nesse momento, os seguranças tiraram ele de perto de mim e ele disse que tinha um amigo policial, e que iria me esperar fora da boate. Na realidade, o que houve foi uma agressão à mulher, pela abordagem agressiva dos dois rapazes e a tentativa de me intimidar, me ameaçando com tiro no rosto. Em nenhum momento eu agredi o rapaz, pois caso eu fizesse isso, ele estaria bem machucado”, afirmou Feijão.

Com cartel profissional de 12 vitórias, sete derrotas e um resultado em ‘No-Contest’, Rafael ‘Feijão’ Cavalcante viveu seu auge em 2010, quando tornou-se campeão dos meio-pesados do extinto Strikeforce. Ele chegou ao UFC com grande expectativa, mas com quatro derrotas em cinco lutas, acabou sendo demitido em fevereiro após ser derrotado por Ovince Saint Preux no UFC 196.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments