Pugilista de ‘Rocky V’ lutou por sete anos após diagnóstico de HIV

Segundo site norte-americano, Tommy Morrison, que faleceu em 2013, teria se gabado por driblar fiscalizações

Morrison morreu em 2013. Foto: Reprodução

Morrison morreu em 2013. Foto: Reprodução

O falecido pugilista Tommy Morrison, que há 20 anos ganhou destaque por ter se aposentado de maneira forçada após contrair o vírus do HIV, na verdade esteve infectado com a doença sete anos antes, e, ainda assim, continuou lutando. É o que revela o site norte-americano “LawNewz”.

Veja Também

Brock Lesnar é pego em novo antidoping do UFC 200
Hunt cobra respostas do UFC após novo doping de Lesnar
Após falhar em dois exames, Brock Lesnar será julgado por apenas um doping

Morrison, que ficou conhecido na cultura pop por interpretar o personagem Tommy Gunn no filme “Rocky V”, se retirou das lutas em 1996, por não ter conseguido licença médica da Comissão Atlética de Nevada para competir.

No entanto, o “LawNewz” teve acesso a gravações e documentos que mostram que a Comissão de Nevada sabia da doença de Morrison desde 1989. Deste período até sua aposentadoria, o norte-americano fez nada menos que 47 combates profissionais nos ringues.

Além disso, as gravações obtidas pelo “LawNewz” mostravam que Morrison se gabava por conseguir esconder sua doença não só das entidades regulamentadoras do boxe, mas também das mulheres com quem tinha relações sexuais desprotegidas.

Em sua carreira, Morrison conquistou títulos mundiais pela Organização Mundial de Boxe e Conselho Internacional de Boxe, com vitórias sobre nomes como George Foreman. Ele morreu em 2013, aos 44 anos de idade, vítima de complicações após uma infecção.

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments