McGregor, após vitória: ‘É difícil ficar empolgado em enfrentar Aldo’

Irlandês acredita que, mesmo se não enfrentar o brasileiro, não terá seu cinturão retirado: ‘Estou em uma bela posição agora’

Aldo x McGregor: a revanche sai? Foto: William Lucas / Inovafoto

Aldo x McGregor: a revanche sai? Foto: William Lucas / Inovafoto

Atual campeão dos penas do UFC, Conor McGregor não vê com bons olhos a possibilidade de voltar à categoria e defender seu cinturão contra José Aldo. O irlandês, que derrotou Nate Diaz na luta principal do UFC 202, no sábado (20), se mostrou mais empolgado com a ideia de fazer um terceiro duelo com seu rival norte-americano.

Veja Também

UFC 202: McGregor bate Diaz em luta épica, vinga derrota e avisa: ‘O rei voltou!’
Vídeo: Assista aos melhores momentos de McGregor x Diaz 2
McGregor recebe o maior salário da história do UFC

McGregor conquistou o cinturão da divisão até 66 kg em dezembro do ano passado, quando nocauteou Aldo em apenas 13 segundos. De lá para cá, ele fez mais dois combates no UFC, ambos contra Diaz em peso casado de 77 kg.

Porém, a atuação de Aldo contra Frankie Edgar, no UFC 200, que deu ao brasileiro o título interino da categoria, não empolgou McGregor. “É difícil ficar empolgado em enfrentar Aldo. Ele não desempenhou contra Edgar do jeito que eu queria. Vamos ver. Talvez poderemos fazer uma trilogia [com Nate Diaz] nos leves. Talvez pelo cinturão… Vamos ver”, disse o irlandês, quando perguntado em entrevista coletiva sobre qual seria seu próximo compromisso.

O presidente do UFC, Dana White, chegou a afirmar que McGregor teria seu cinturão retirado caso não o defendesse em sua próxima luta. McGregor duvidou da possibilidade e indicou que poderá iniciar uma queda de braço com seus patrões. “Não acho que eles queiram me tirar o cinturão. Como eles podem dar o meu cinturão ao cara que nocauteei em 13 segundos? Estou em uma bela posição agora. Há muita coisa por vir. A m**** está prestes a atingir o ventilador”, ameaçou.

McGregor chegou à coletiva de imprensa de muletas, reclamando de dores. Depois de um combate bastante movimentado contra Diaz, o irlandês reconheceu os méritos do rival. “Essas m***** de chutes baixos. Minhas pernas estão em pedaços agora, mas tudo bem. Eu não queria ficar só caçando a cabeça. Eu acertei a perna, acertei o corpo. Seu rosto estava todo aberto e ele continuava vindo para cima. É preciso respeitar Nate”, elogiou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments