Ronda defende prática do MMA: ‘Impede que as pessoas enlouqueçam’

Uma das maiores embaixadoras do esporte na atualidade usou uma argumentação inusitada para defender as lutas

Ronda é ex-campeã do UFC. Foto: Inovafoto

Ronda é ex-campeã do UFC. Foto: Inovafoto

Ex-campeã do UFC, Ronda Rousey é uma das maiores embaixadoras do MMA na atualidade. No entanto, a norte-americana usou uma argumentação inusitada para defender os esportes de combate: para ela, as lutas impedem que as pessoas enlouqueçam.

Veja Também

‘Ninguém liga mais para Ronda e seus braços gordos’, dispara Peña
Ronda Rousey não lutará em Nova York, afirma Dana White
Retorno de Ronda será maior que McGregor x Diaz 2, aposta White
‘Tenho pena da próxima adversária de Ronda’, diz namorado peso pesado do UFC

Ronda acredita que os combates façam com que os seres humanos se sintam satisfeitos com seus instintos, que. “A única real barreira que o esporte precisa superar é a ignorância. Acho que muitas pessoas ignorantes dizem que o MMA promove a violência, quando, na verdade, é a plataforma mais responsável para que isso aconteça. Lutar é do instinto humano”, declarou a lutadora, em entrevista ao documentário “The Hurt Business”.

A ex-campeã continua: “Se você tentar reprimir isso inteiramente e colocar as pessoas em uma sociedade cercada por uma bolha, é aí que todos ficam loucos e atiram nos outros nos cinemas. Se todas essas pessoas tivessem uma válvula de escape, acho que teríamos uma sociedade muito mais saudável. Não é violência apenas pela violência. A palavra ‘arte’ das artes marciais está lá por um motivo”, completou.

Considerada a grande estrela do MMA na atualidade, Ronda foi campeã do UFC entre 2013 e 2015. Em seu último combate, “Rowdy” foi nocauteada por Holly Holm e perdeu o cinturão. Seu próximo combate não tem data oficializada, mas deve acontecer no início de 2017.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments