McGregor e Diaz podem ser punidos por briga em entrevista coletiva

Comissão responsável pelo evento alega que a conduta de ambos “Não condiz com o modo profissional”; julgamento ainda não tem data marcada

Diaz (esq.) e McGregor (dir.) causaram confusão em entrevista coletiva antes do UFC 202. Foto: Reprodução / YouTube

Diaz (esq.) e McGregor (dir.) causaram confusão em entrevista coletiva antes do UFC 202. Foto: Reprodução / YouTube

A novela envolvendo os nomes de Conor McGregor e Nate Diaz parece não ter fim. Quase um mês após os dois lutadores protagonizarem uma briga generalizada durante uma coletiva de imprensa para divulgar o UFC 202, evento que aconteceu em agosto (20) passado, a NAC (Comissão Atlética de Nevada), responsável pelo show, anunciou que pode punir os envolvidos no episódio.

Veja Também

Revanche entre McGregor e Diaz quebra recorde de vendas do UFC, diz site
McGregor recebe o maior salário da história do UFC
McGregor diz que agiu em autodefesa em confusão: ‘Temi pela minha vida’
UFC 202: McGregor bate Diaz em luta épica, vinga derrota e avisa: ‘O rei voltou!’

“Foi totalmente inaceitável! Não condiz com o modo profissional com que lutadores devem se comportar. Mostrou desrespeito à imprensa, aos lutadores, ao UFC e à Comissão”, disse o diretor executivo do órgão Bob Bennett ao site “MMA Fighting” (EUA).

De acordo com Bennett, a NAC já registrou queixa contra os dois atletas, alegando que as duas estrelas do UFC 202 são culpadas por conduta prejudicial ao evento. Não foi esclarecido quando será a reunião para o julgamento de Conor e Diaz, mas o órgão tem reunião agendada para o dia 29 de setembro, em Las Vegas, Estados Unidos, sem pauta divulgada.

McGregor e Nate Diaz se enfrentam pela segunda vez na luta principal do UFC 202, realizado em agosto passado, e o irlandês derrotou Diaz na decisão majoritária dos juízes. Na ocasião, “The Notorious” recebeu o maior salário da história do UFC, cerca de US$ 3 milhões (R$ 9,6 milhões na cotação da época), enquanto Diaz levou para a casa a quantia de US$ 2 milhões (R$ 6,4 milhões).

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments