Após multa milionária, McGregor não quer lutar mais em Las Vegas

Comissão Atlética de Nevada (NAC) puniu o irlandês em R$ 525 mil após “guerra” de garrafas protagonizada antes do UFC 202

McGregor (esq) reclamou com D. White (dir) após ser multado pela NAC. Foto: Josh Hedges/UFC

McGregor (esq) reclamou com D. White (dir) após ser multado pela NAC. Foto: Josh Hedges/UFC

A multa no valor de R$ 525 mil aplicada pela Comissão Atlética de Nevada (NAC) a Conor McGregor, devido a “guerra” de garrafas d’agua e latas protagonizada pelo irlandês e Nate Diaz durante a coletiva de imprensa pré-UFC 202, em agosto passado, desagradou bastante o “menino de ouro” do Ultimate. McGregor ficou tão incomodado com a punição que falou para Dana White, presidente do UFC, que não pretende mais lutar no estado.

Veja Também

Após ser multado, McGregor ironiza em post na internet
“Guerra de garrafas” rende multa de R$ 525 mil a McGregor
Dana White rebate queixas de Anderson: ‘Está longe de ser maltratado’

“O McGregor me chamou ontem e disse: “Nunca mais quero lutar em Nevada. Nunca mais”. Como isso faz sentido para o estado de Nevada? Que você vá tentar multar o Conor e o Nate com esse tipo de dinheiro. Isso só faz as pessoas não quererem mais vir lutar no nosso estado. E isso não é uma coisa boa”, declarou Dana ao programa “The Herd” (EUA).

Além da multa milionária, Conor também recebeu a pena de mais 50 horas de serviço comunitário e o comprometimento do lutador desenvolver uma campanha anti-bullying em parceria com a entidade. Para Dana, porém, quem sai perdendo é o estado, e não o lutador.

Adivinha? O Conor McGregor não precisa de Nevada. Ele pode lutar em qualquer lugar. Ele pode lutar em Iowa, ok? Podemos colocar a luta dele em uma ilha longe da costa em qualquer lugar. Isso não faz sentido para o estado. É terrível (…) Não fiquei empolgado com isso quando aconteceu. Fizemos o melhor que podíamos para contê-los na época. Mas jogar garrafas de água? Calma aí. Não quero falar demais aqui e acabar ficando encrencado também, mas é ridículo. Loucura”, concluiu o presidente.

Nate ainda não foi ouvido, mas a data do julgamento do norte-americano deve ser anunciado em breve. A tendência, contudo, é que o norte-americano receba uma punição semelhante a de seu rival.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments