José Aldo garante: “Se eu não lutar no UFC, não luto em lugar nenhum”

Brasileiro, que vai se reunir com Dana White na próxima semana, afirmou que não lutará em nenhuma outra organização

J. Aldo (foto) deve definir seu futuro na próxima semana. Foto: Divulgação

J. Aldo (foto) deve definir seu futuro na próxima semana. Foto: Divulgação

O futuro de José Aldo é uma incógnita, mas pelo menos uma certeza nós temos: os fãs de MMA não verão o brasileiro atuando fora do UFC. E quem garantiu isso foi o próprio lutador, que fez questão de ressaltar que a ideia de aposentadoria segue firme.

Veja Também

Aldo fará reunião com o UFC para pedir liberação de contrato
José Aldo declara aposentadoria do MMA: ‘Cheguei no meu limite’
Anderson entende revolta de Aldo, mas pondera: ‘McGregor é o melhor negócio do UFC’
Frankie Edgar defende José Aldo, mas ressalta: “A vida não é justa”

“Há uma reunião agendada para essa semana e vamos ver se tudo vai se resolver. Vou para Las Vegas no dia 19. Antes, vou sentar com o Dedé essa semana, ele está tentando mudar um pouco a minha cabeça, mas não tem como. Eu estou muito decidido sobre o que eu quero (…) Não é questão de querer me aposentar. Sou muito novo e tenho muita lenha pra queimar, mas não tenho vontade de lutar. E não é o caso de querer ir pra outra organização. Não vou sair do maior evento do mundo pra jogar na Série B. Sou time grande, se não for pra lutar no UFC, não luto em lugar nenhum”, falou Aldo durante bate papo com a imprensa na inauguração do CT de Pedro Rizzo em Manguinhos, no Rio de Janeiro.

Aldo também falou a respeito de seus planos para o futuro. Segundo ele, o fato de ainda estar vinculado com o UFC atrapalha a realização de outros trabalhados fora do MMA.

“Quero fazer outras coisas no Brasil, não é lutar MMA. Se algum dia eu pensar em voltar ao MMA, vai ser pro UFC, que é onde eu mereço estar. Quero me liberar do contrato porque ele me impede de fazer várias coisas que eu quero. Não posso nem respirar fora do UFC”, confessou o lutador, que completou dizendo sobre sua atual situação financeira e o status alcançado dentro do esporte.

“Se eu parar de lutar hoje, não sei se três gerações estariam tranquilas. Mas pelo menos a minha filha vai estar muito bem.  Quero ser lembrado como um excelente atleta, um excelente lutador. Estou entre os maiores da história. Para mim, sou o melhor de todos os tempos”, concluiu.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments