Perto da aposentadoria, Belfort mira recuperar motivação para lutar

Veterano volta a dizer que quer ‘reacender a chama’ e que, antes que isso aconteça, não tem em mente nenhum possível adversário

V. Belfort vem em momento delicado no UFC. Foto: Reprodução/Twitter

V. Belfort vem em momento delicado no UFC. Foto: Reprodução/Twitter

Em momento delicado na carreira, Vitor Belfort tem um objetivo bem claro para se recuperar no UFC. O brasileiro, que sofreu três derrotas em suas últimas quatro lutas, espera encontrar novamente a motivação para continuar nas competições em alto nível.

Veja Também

Vitor Belfort descarta aposentadoria e fala em recuperar desejo de lutar: ‘Vou reacender essa chama’
UFC 204: Mousasi nocauteia Belfort e desafia Anderson
Após nova derrota, Vitor Belfort despenca no ranking do UFC

Em seu combate mais recente, Belfort perdeu para Gegard Mousasi por nocaute técnico no segundo round. De acordo com o próprio “Fenômeno”, sua gana não era mais a mesma antes do duelo, o que, na verdade, vem lhe prejudicando nos últimos meses.

“É uma coisa que não tenho tido muito desde a minha luta contra o [Ronaldo] Jacaré, que é a motivação da competição. De agressividade, de entender que ali não é hora de ser poeta. Acho que falta essa chama da competição, de estar no game. Eu preciso sempre dela. Lógico que estou perto de encerrar minha jornada como atleta, e quero finalizá-la com essa chama, não só por mim, mas pelos meus filhos, pela minha esposa, pelos meus fãs, pelos meus treinadores, meus amigos, até os meus patrocinadores precisam disso, que eu seja da maneira como sempre fui”, disse Belfort, em entrevista ao site do canal “Combate”.

Segundo o veterano, enquanto a chama não for acesa novamente, não há motivos para pensar em possíveis adversários futuros. “Acho que, de repente, no momento atual, para falar o que faz sentido, tanta coisa pode fazer sentido. Meu foco agora é achar essa chama. Essa é uma das lutas que fazem sentido nesse momento, mas tem muitas lutas que fazem sentido. O importante agora é que eu não posso estar pensando nisso, porque minha chama não está de acordo com meu adversário. Tenho que achar essa chama interna, é uma coisa interna. A gente está literalmente [sic] começando a acender essa tocha”, explicou.

Belfort, de 39 anos, compete profissionalmente no MMA desde 1996. Recentemente, ele perdeu para Mousasi e para Ronaldo Jacaré, em maio, no UFC Curitiba. Seu cartel é de 25 vitórias e 13 derrotas.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments