Holloway volta a detonar José Aldo: “Está falando besteira para c…”

Peso pena disse que brasileiro está o irritando e mandou Aldo “falar menos e lutar mais”

M. Holloway voltou a criticar J. Aldo. (Foto: Gety Images)

M. Holloway voltou a criticar J. Aldo. (Foto: Gety Images)

Já está virando rotina as provocações de Max Holloway contra José Aldo. Irritado por não receber a oportunidade de disputar o cinturão dos penas, Holloway, que soma a impressionante marca de nove vitórias consecutivas, demonstrou, de novo, bastante incomodo com as declarações recentes do brasileiro sobre aposentadoria.

Veja Também

José Aldo reconsidera aposentadoria e fala em voltar ao UFC: ‘Coisas boas virão’
Holloway ‘ataca’ José Aldo: “Está correndo de medo”
Holloway volta a criticar José Aldo: “Ele não merece a revanche com McGregor”

“Em um mundo perfeito, se eu lutasse com Conor, seria ótimo. Mas a pessoa que está realmente me tirando do sério é José Aldo. Ele está falando besteira para c… Não sei o que ele está falando. Acho que Conor bateu tão forte nele naquela luta, que ele está perdendo sua mente. Esse cara tem que colocar seu traseiro no cage, falar menos e lutar mais”, disparou o lutador, em entrevista ao “MMA Junkie Radio” (EUA).

Max, no entanto, ressaltou que respeita a história de Aldo, mas citou o histórico de lesão do campeão interino dos penas, que o tirou de importantes combates e, consequentemente, prejudicou o Ultimate. “Eu o respeito. Respeito muito ele. Mas, no fim das contas, as pessoas seguem esquecendo quantas vezes ele deixou o UFC com de mãos abanando em uma luta principal ou co-evento principal que ele deveria lutar e saiu por causa das lesões. Sei que lesões são uma droga, mas foram mais do que algumas vezes que ele teve que sair da luta por lesões ou razões pessoais. Eles (UFC) lembram deste tipo de coisa”, concluiu.

Max Holloway, de apenas 24, soma 16 vitórias e três derrotas na carreira, com 12 triunfos só no Ultimate. Sua última apresentação foi contra Ricardo Lamas, em junho, quando venceu na decisão unânimes dos juízes.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments