Com três vitórias seguidas, Luque diz: “Quero fazer parte do top 15”

Brasileiro vai enfrentar Belal Muhammad no card preliminar do UFC 205, no próximo sábado (12), em Nova York

V. Luque estará em ação no UFC 205, em Nova York. (Foto: Getty Images)

V. Luque estará em ação no UFC 205, em Nova York. (Foto: Getty Images)

Pouco mais de um mês após nocautear Hector Urbina no UFC Brasília, realizado em setembro passado, o peso meio-médio Vicente Luque retorna ao octógono no próximo sábado (12), quando enfrentará Belal Muhammad no UFC 205, em Nova York.

Veja Também

Vicente Luque substitui lutador flagrado no doping e enfrenta Belal no UFC 205
Batalha entre Erick Silva e Luan Chagas recebe bônus de “Luta da noite” no UFC Brasília
Brasileiros brilham no card preliminar do UFC Brasília

Com três vitórias consecutivas na organização, o brasileiro quer engatar o quatro triunfo seguido para se colocar entre os melhores de sua divisão.

“Sei que estou fazendo o trabalho certo, conseguindo me destacar e subir na categoria. Quero continuar crescendo a cada combate e espero logo fazer parte do top 15”, declarou o lutador em entrevista ao UFC Brasil.

Escalado no card faltando poucas semanas do evento – entrou como substituto do lesionado Lyman Good -, Luque acredita que o pouco tempo de preparação não irá prejudicar durante o combate. “Depois da minha luta em Brasília, tirei uma semana de férias e já voltei aos treinos. Estava em um ritmo bom. O maior desafio era baixar o peso”, garantiu.

Ao analisar seu oponente, Vicente se mostrou otimista e disse que o estilo de luta do norte-americano pode lhe favorecer.

“Meu foco será impor meu jogo e trazer a luta para mim. Vi que ele aceita bastante a luta em pé, que é minha especialidade, mas também estou preparado para ir para o chão, se for preciso. Mas acredito que ele vá mesmo para a trocação, e esse estilo casa bem com o meu”, analisou o brasileiro.

Com apenas 24 anos, o participante do TUF 21 é considerado uma das promessas brasileiras no Ultimate. Ao todo, soma 10 vitórias e cinco derrotas na carreira (3-1 no UFC).

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments