Bethe Correia sofre lesão no olho e adia retorno ao UFC

Bethe teve que operar o olho esquerdo, cancelando a luta marcada contra Irene Aldana no dia 14 de janeiro de 2018

Bethe teve que operar o olho esquerdo (Foto: Reprodução/Instagram/BetheCorreia)

Bethe teve que operar o olho esquerdo (Foto: Reprodução/Instagram/BetheCorreia)

Sem lutar desde junho deste ano, quando foi nocauteada por Holly Holm, Bethe Correia terá que esperar ainda mais um tempo para retornar ao octógono. Após anunciar que estava com luta marcada contra Irene Aldana no dia 14 de janeiro de 2018, a própria paraibana postou em suas redes sociais que a luta havia sido cancelada, pois sofreu uma lesão no olho esquerdo e precisou passar por uma cirurgia.

Veja Também

Vídeo: Xodó da torcida brasileira, Massaranduba promete ‘mão dura na cara do Jim Miller’
Vídeo: Escalado de última hora, Luque aposta em pressão para anular Price
Vídeo: Em recomeço no UFC, Lyoto Machida crava: ‘Meu objetivo é ser campeão’

“Primeiramente queria agradecer a Irene Aldana por aceitar lutar comigo em janeiro. Estava super animada em ir pra guerra com uma mexicana. Infelizmente tive um acidente, tendo que passar por uma cirugia de urgência e minha volta ao octógono mais famoso do mundo será adiada por uns meses a mais. Estava extremamente empolgada em mostrar ao mundo minha evolução e o que aprendi nos meus intercâmbios na Tailândia e no Texas, enfim… encontro vocês no primeiro semestre de 2018. Lesões fazem parte da vida de um lutador, e servem para nos preparar para batalhas duras e com a superação nos deixa psicologicamente mais forte. Quero agradecer ao Dr. Remo Turchetti pelo sucesso no tratamento, me deixando apta para as próximas batalhas no UFC”, escreveu Bethe.

Bethe Correia, de 34 anos, iria para sua nona luta no UFC. Na organização desde 2013, ela soma quatro vitórias, três derrotas e um empate na casa. O maior momento de sua trajetória foi ter conseguido uma disputa de cinturão contra Ronda Rousey, em 2015, no Rio de Janeiro. O resultado, porém, não foi bom para a brasileira, que acabou sendo nocauteada em apenas 34 segundos.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments