Bellator 192: Douglas Lima perde cinturão, Sonnen bate Rampage no GP de pesados

No primeiro evento da organização em 2018, o canadense Rory MacDonald tomou o título dos meio-médios do brasileiro; Sonnen avança no GP de pesados

MacDonald (dir.) tomou o cinturão de D. Lima (esq.) no Bellator. Foto: Reprodução / Twitter BellatorMMA

Resistência é a melhor palavra que define Rory MacDonald! O canadense suportou um duro castigo aplicado Douglas Lima para tomar o cinturão do brasileiro no Bellator 192, evento realizado na noite deste sábado (20), em Inglewood (EUA). Lima aplicou vários chutes na perna do rival, que teve dificuldades até para andar, mas com muita garra, MacDonald conseguiu virar a luta no final do quarto round e travar a disputa no solo no quinto assalto para levar a disputa na decisão unânime dos juízes.

Veja Também

SUPER LUTAS abre chance de trabalho para estudantes de jornalismo em todo o país
Bodão e Thominhas perdem e Brasil segue sem vitórias em 2018

Na luta mais importante do show, válida pelo GP de pesos pesados da organização, Chael Sonnen derrotou Quinton Rampage Jackson na decisão unânime dos juízes. Com o resultado, o eterno rival de Anderson Silva avança as semifinais do torneio e aguarda o vencedor de Frank Mir x Fedor Emelianenko para saber quem será seu adversário.

Em outro destaque da noite, a estreia de Khonry Gracie, filho de Royce Gracie, debutou no MMA com derrota para Devon Brock.

 

MacDonald suporta castigo e toma cinturão de Douglas Lima

Equilíbrio é a melhor palavra para definir a batalha entre Douglas Lima e Rory MacDonald. Os meio-médios fizeram uma disputa com muita emoção e alternância no controle da peleja.

O desafiante começou a luta melhor, em seu jogo de pressão, acertando alguns golpes e levando a disputa para o solo. Rory terminou a parcial por cima.

O segundo round foi como o do anterior, com Rory encurralando Douglas Lima contra as grades. O brasileiro tentava surpreender nos contragolpes, inclusive, abrindo um corte no rosto do canadense.

A primeira virada da luta veio no terceiro assalto. Douglas tomou o centro do cage, evitou a luta agarrada e disparou uma sequência de fortíssimos chutes na perna de MacDonald. O canadense chegou a cair algumas vezes pelos golpes.

A luta parecia seguir a favor de Lima no quarto round. Sem condições de ficar em pé, Rory sofria com os chutes na canela e acabou caindo por baixo. O brasileiro dominou a parcial até o minuto final, quando MacDonald conseguiu a inversão e golpeou o campeão com alguma contundência.

No quinto e último round, mesmo com um “ovo” na canela esquerda, Rory mostrou toda sua resistência. O canadense inverteu sua base, lutando com a mão direita a frente para proteger a perna lesionada. Mesmo assim, logo nos primeiros segundos ele conseguiu derrubar Douglas e trabalhou por cima com cotoveladas. O canadense Rory manteve a luta no chão até o fim da luta para conseguir nova reviravolta e vencer a disputa na decisão unânime dos juízes.

Filho de Royce Gracie perde em estreia

A estreia de Khonry Gracie, filho da lenda Royce Gracie, não foi das melhores. O faixa-preta, de 20anos, fez sua primeira luta como profissional e foi derrotado por para Devon Brock, por decisão unânime, após três rounds. Royce esteve no córner no filho durante o duelo

Mais Brasil

Ex-integrante do TUF Brasil, Guilherme Bomba fez as pazes com a vitóri. O lutador mineiro finalizou o mexicano Ivan Castillo com um katagatame no primeiro round. Já o nipo-brasileiro Goiti Yamauchi foi superado pelo ex-campeão Michael Chandler na decisão unânime dos juízes. O resultado frustrou as expectativas de Goiti que, em caso de vitória, seria o próximo desafiante ao cinturão de Brent Primus, na categoria de leves.

Notícias relacionadas