Cyborg explica luta no UFC 222 e manda recado para Amanda Nunes

Brasileira aceitou enfrentar a russa Yana Kunitskaya com menos de um mês de preparação, mas não descartou luta contra Amanda Nunes

C. Cyborg explica por aceitou luta no UFC 222 (Foto: Reprodução Facebook UFC)

Cris Cyborg aceitou o pedido do Ultimate e com menos de 30 dias de preparação será a principal estrela do UFC 222, evento que acontece dia 3 de março, em Las Vegas (EUA). Especulada a fazer a superluta de campeãs contra a compatriota Amanda Nunes, a paranaense explicou os motivos que a fizeram aceitar encarar a russa Yana Kunitskaya no próximo mês.

Veja Também

Cris Cyborg defende cinturão contra russa no UFC 222
Técnico de Amanda garante que luta com Cyborg irá acontecer
Werdum diz que Cyborg ‘matará’ Amanda em superluta
Presidente do UFC chama Woodley de ‘mentiroso’ e nega luta do campeão contra Nate Diaz

Através de uma publicação no Instagram Stories, Cris revelou que por estar com treinando em dia, aceitou o pedido do UFC para ‘salvar o evento’ de março. Além disso, ela sugeriu que Amanda Nunes fizesse mais uma luta contra Cat Zingano ou Ketlen Vieira, antes de desafiá-la no segundo semestre.

“O Max Holloway teve uma lesão, o UFC 222 estava precisando e eu estou sempre treinando. Pensei por que não? Nos vemos em Vegas.,,”, escreveu Cyborg que completou mandando o recado para a rival. “Amanda não se preocupe tem atletas na fila para lutar com você: Cat Zingano e Ketlen Vieira! A luta que você quer tanto continua de pé para julho”, disparou.

UFC 222

A luta principal do UFC 222 seria a disputa do cinturão dos penas masculino entre Max Holloway e Frankie Edgar, mas o campeão se lesionou durante os treinamentos e desfalcou o show em cima da hora. Com isso, Cyborg, que era especulada para enfrentar Amanda Nunes no UFC 224, em maio, no Rio de Janeiro, aceitou o desafio e colocará o titulo dos penas feminino em jogo no show.

 

Notícias relacionadas