Jennifer Maia finaliza em desafio de submission e projeta estreia no UFC para julho

No MMA, destaque foi para o peso médio John Allan, que finalizou Edvaldo Gameth e agora pleiteia uma vaga no “Contender Series”

J. Maia vence no submission antes de estrear no UFC. Foto: Divulgação / Photo Fight Brasil

Sem data marcada para estrear no UFC, Jennifer Maia liderou o card da 2ª edição do Imortal Grappling Challenge, realizada no último final de semana em São José dos Pinhais-PR. Com um armlock aos 4m26s de luta, ela obrigou Marta Gladiadora a dar os três tapinhas no duelo de submission.

Veja Também

Aposentado, Mayweather garante: ‘Só volto se for no octógono’
Rival de Klidson no Brave 11 garante que não irá se intimidar com torcida
Com Dana White na plateia, Ronda Rousey estreia na WWE com vitória

“Essa luta foi boa para eu me manter em ritmo de competição. Minha adversária entrou para ganhar, a regra de só valer finalização, não pontos, me fez buscar a luta até conseguir a finalização”, comemorou a peso palha. “Sobre o UFC, temos especulações de que em julho estarei estreando, mas ainda não tem nada confirmado”.

John Allan vence mais uma e mira chance em programa de Dana White

O evento de luta agarrada antecedeu o card de MMA profissional da 8ª edição do Imortal FC, que teve como luta principal o duelo entre o embalado John Allan e o veterano Edvaldo Gameth, que substituiu o ex-UFC Rodrigo Monstro no dia da pesagem. Melhor para o jovem Allan, de 25 anos. Depois de castigar o adversário com chutes baixos até fazê-lo desabar no chão, o curitibano definiu o duelo com um katagatame no terceiro round, anotando a quarta vitória consecutiva.

A boa sequência motiva o peso médio da Chute Boxe a buscar uma vaga no “Contender Series”, programa liderado por Dana White, que terá uma edição para atletas brasileiros em Las Vegas no mês de agosto.

“Venho de vitórias sobre atletas duros e esta vitória no Imortal deve me alçar a voos mais altos. Tenho os pés no chão, penso luta a luta, mas me sinto pronto para mostrar meu trabalho nos maiores palcos. Hoje, o ‘Contender Series’ é a maior vitrine para o MMA mundial, então, se acontecer (a convocação), vou abraçar a oportunidade com todas as forças e dar o melhor de mim”, promete.

Notícias relacionadas