Valentina Shevchenko provoca a campeã Nicco Montaño: ‘Lute ou abra mão do cinturão’

Na opinião da lutadora, a demora da campeã poderia ser uma estratégia para evitá-la, e pedir outra oponente

V. Shevchenko afirmou que vai esperar a campeã voltar a lutar. (Foto: Reprodução/Facebook Valentina Shevchenko)

Cinco meses após conquistar o título de campeã peso mosca, Nicco Montaño  ainda não voltou a treinar devido a problemas médicos. Essa licença está deixando a possível desafiante, Valentina Shevchenko sem paciência. A primeira disputa de cinturão de Nicco seria no UFC Calgary, Canadá no dia 28 de julho.

Em entrevista ao programa “MMA Hour”, Shevchenko afirmou que a campeã precisa decidir se luta, ou se deixa o cinturão vago. “Ainda não chegamos ao ponto de ela ter o cinturão retirado, mas acho que essa seria a coisa mais certa a se fazer. Se você não está pronto para lutar, ou se não quer lutar, abra mão do cinturão. Se você tem problemas de saúde, e que não vai poder lutar por muito tempo, tem que deixar o cinturão, e assim que voltar, terá o direito de lutar por ele novamente. Ou você luta para defendê-lo, ou desiste ele”, explicou.

Veja Também

Saiba em quem apostar no card principal do UFC Liverpool

Segundo a quirguistanesa, o UFC ofereceu duas datas a Nicco: 07 e 28 e julho. A campeã aceitou, mas depois voltou atrás. Valentina acredita que Montaño estará de volta ao octógono até o fim de agosto. “Primeiro Nicco disse que estaria pronta para lutar no UFC 226, dia 7 de julho. Depois ofereceram o dia 28 de julho, e ela recusou novamente. Eu não sei o que ela está pensando. Talvez ache que já fez tudo o que poderia fazer na vida e já pode se aposentar.”, disse.

Valentina ainda alfinetou a atual campeã peso mosca: “Ela não pode correr para sempre. Em algum momento ela terá que parar. Estou aqui para fazer o meu trabalho, nunca paro de treinar e estou sempre em forma. Vou esperar a minha chance e ver como as coisas vão acontecer”.

Shevchenko supõe que a demora a voltar a lutar é uma estratégia para evitá-la. O que faria que a quirguistanesa pedisse outra oponente. No entanto, ela garante que isso não vai ocorrer.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário