Ortega não aceita confronto com Stephens e Ngannou e Lewis fazem o co-evento principal do UFC 226

Um embate entre Brian Ortega e Jeremy Stephens foi projetado pelo Ultimate, mas ‘T-City’ não aceitou

B. Ortega está invicto na carreira profissional de MMA com 14 vitórias. Foto: Reprodução/Twitter UFC Brasil

Depois da saída do campeão Max Holloway do card do UFC 226, muitas especulações foram feitas, até um possível enfrentamento entre Brian Ortega e Jeremy Stephens ou um novo encontro de ‘T-City’ com Frank Edgar foram analisados. O mistério teve fim na tarde de quinta-feira (05), o Ultimate anunciou que Francis Ngannou e Derrick Lewis como substitutos no co-evento principal do UFC 226 neste sábado (07).

O trabalho do Ultimate teve inicio após a confirmação da retirada de Holloway do evento e se esforçou para encontrar um oponente que pudesse entrar no octógono em um curto espaço de tempo para enfrentar Ortega no card. De acordo com o presidente do UFC, Dana White, dos cinco primeiros classificados do peso pena, Jeremy Stephens foi rápido em aceitar e queria enfrentar Brian com dois dias de antecedência.

Veja Também

Campeão dos penas, Max Holloway sofre concussão e está fora do UFC 226
UFC 226: Paulo Borrachinha é favorito contra Uriah Hall nas cotas do Oddsshark

Mesmo com a confirmação de Stephens, faltava o aceite por parte de Brian Ortega, mas ‘T-City’ não aceitou o embate que não seria válido pelo cinturão dos pesos penas. “Ortega recusou a luta. Veremos o que acontece”, disse White em coletiva de imprensa do UFC 226 na quinta-feira (05).

Em entrevista para o site “MMA Fighting” o técnico de Ortega, Rener Gracie afirmou que Brian não aceitou uma nova luta porque quer uma disputa cinturão. Com isso, o Ultimate optou por cancelar a luta nos penas.

“O campeão peso pena ​​Max Holloway está fora de sua luta contra Brian Ortega devido a uma lesão, e a luta foi retirada do card do UFC 226, neste sábado. Na posição de co-evento principal, ocorrerá o combate entre os pesos pesados Francis Ngannou e Derrick Lewis, números 1 e 5 do ranking, respectivamente. A luta entre Paul Felder e Mike Perry passará para o card principal”, comunicou o Ultimate.

Dana White confirmou que vão ser 11 lutas no card do UFC 226, anteriormente com Holloway e Ortega, o número de embates seriam 12. O presidente do Ultimate lamentou o desfalque do card, mas afirmou que fez de tudo para ter o 12ª confronto. “Acredite em mim, tentamos de tudo para colocar mais uma briga neste cartão e não deu certo”, concluiu.

O UFC informou não saber quando acontecerá o embate pelo título dos penas entre Max Holloway e Brian Ortega.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário