Dominick Cruz está liberado pelos médicos para retornar ao octógono do Ultimate

Com a licença, ex-campeão peso galo do WEC e do UFC quer voltar antes do final do ano e quer o vencedor de Dillashaw x Garbrandt

D. Cruz (foto) não luta desde dezembro de 2016 devido às complicações de uma lesão. Foto: Reprodução/Facebook UFC

No auge de sua carreira no MMA profissional, Dominick Cruz passou por muitas lesões que o tiraram do octógono do Ultimate por dois anos. Nesta quinta-feira (26), durante o “Media Day” do UFC 227, o ex-campeão foi questionado pelo colega e comentarista da Fox Sports, Michael Bisping sobre sua volta. ‘The Dominator’ garantiu que foi liberado por seu médico e pediu para enfrentar o vencedor da luta de TJ Dillashaw e Cody Garbrand antes do fim do ano.

Veja Também

TJ Dillashaw dispara contra Cody Garbrandt: ‘Vou arruinar a carreira dele’
UFC Calgary: evento canadense tem card preliminar repleto de barbadas

“Acabei de ser liberado pelo médico, então estou pronto para voltar. Eu vou falar com [Sean] Shelby, eu vou falar com todo mundo. Estou no caminho certo. Eu vou lutar antes do final do ano é o meu objetivo. Veremos o que acontece. Eu sei que Tj Dillashaw e Cody Garbrandt estão lutando e eu deveria estar tendo o vencedor disso, é o que todo mundo quer ver. Então, espero que alguém tenha algum conhecimento sobre eles e me dê essa luta imediatamente e vamos ver o que acontece”, avisou Cruz.

Os dois lutadores já cruzaram o caminho de Cruz, Dillashaw foi derrotado por Dominick no UFC Boston em janeiro de 2016. Enquanto, Garbrandt venceu o ex-campeão no UFC 207 em dezembro do mesmo ano.

Segundo Cruz, ele se recuperou de uma lesão no braço que o tirou de uma luta contra Jimmie Rivera em dezembro de 2017. O ferimento não foi inicialmente operado e depois o lutador teve complicações na recuperação o que o deixou mais tempo fora do cage.

A data para volta de Dominick ainda não foi confirmada, mas ele gostaria que seu primeiro combate fosse no dia em 8 de dezembro em Toronto. “Peça-lhes para assinar, eu aceito isso”, concluiu Cruz.

O ex-campeão peso galo tem um cartel de 24 lutas, com 22 vitórias e duas derrotas. Os dois revezes da sua carreira foram para Urijah Faber ainda no WEC em março de 2007 e Garbrandt no UFC 207.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário