Thales Leites anuncia aposentadoria após UFC São Paulo: ‘Chegou a hora de me despedir’

Com duas passagens pelo Ultimate, o brasileiro afirmou que finalizará a carreira após luta Hector Lombard no UFC São Paulo no dia 22 de setembro

T. Leites encerra sua carreira após 37 combates no MMA profissional. Foto: Reprodução/Facebook UFC

Com uma carreira de 15 anos no MMA profissional, Thales Leites aos 37 anos anunciou sua despedida da profissão no UFC São Paulo. Sua última luta será contra Hector Lombard pelos pesos médios no dia 22 de setembro no ginásio Ibirapuera. O brasileiro declarou que chegou o momento de ‘pendurar as lutas’ em entrevista ao programa “Giro Combate”.

Veja Também

Thales Leites enfrenta Hector Lombard no UFC São Paulo
Venda de Ingressos para o UFC São Paulo começa nesta quinta-feira

“Estou lutando há muito tempo, só no UFC estou lutando há uma década. Acho que já lutei bastante, não pretendo fazer esse treinamento muito intenso por tanto tempo, tomando muito soco na cabeça, tendo desidratação severa de duas a três vezes por ano. Curti minha jornada, acho que fiz bastante coisa, mas acho que chegou a hora de me despedir”, explicou Thales.

O brasileiro vem de duas derrotas seguidas e quer uma vitória para encerrar sua última luta do contrato com o Ultimate. Seu adversário, Lombard tem cinco revezes seguidos. Thales e sua equipe estão estudando o oponente para conseguir o triunfo em casa.

“Hector é um veterano, tem 40 anos, e não está numa fase boa. Mas ele é um cara muito duro, tem a mão muito pesada, além, é claro, da qualidade dele no judô. Vejo que ele é um tem muita explosão, mas acho que com o desenrolar da luta não consegue manter o ritmo por muito tempo. Estamos estudando o jogo dele e vamos em busca dessa vitória”, disse o carioca.

O atleta da Nova União se aposentará do MMA, mas pretende continuar competindo no jiu-jítsu, além de administrar sua nova academia no Rio de Janeiro.

Thales em seus 15 anos de MMA, acumula 36 lutas, com 27 vitórias e nove derrotas. Em sua primeira passagem no Ultimate, o carioca enfrentou Anderson Silva pelo cinturão dos médios, mas foi derrotado na decisão unânime dos juízes.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário