Machida responde as provocações de Mousasi: ‘Tudo o que ele diz me motiva’

O campeão dos médios do Bellator afirma que o brasileiro estava usando esteroides e estar escorregadio para evitar os ataques

L. Machida fez sua última luta no Ultimate no UFC 224 em maio deste ano. Foto: Reprodução/Facebook UFC

Gegard Mousasi e Lyoto Machida se enfrentaram no Ultimate em fevereiro de 2014 e o brasileiro saiu com a vitória por decisão unânime. Agora, com os dois lutadores fazendo parte do Bellator, a rivalidade pode retornar ao cage. Antes que isso aconteça, o armênio está acusando o baiano por uso esteroides. ‘The Dragon’ respondeu as provocações do adversário em entrevista ao site “MMA Figthing”: “Tudo o que Mousasi diz apenas me motiva”.

Veja Também

Mousasi quer teste de drogas para Lyoto Machida: ‘Eu não confio nesse cara’
Lyoto Machida deixa UFC e acerta contrato com o Bellator
Nocaute espetacular garante bônus de ‘Performance da Noite’ a Lyoto no UFC 224

“Eu tenho uma vitória sobre ele e acho que ele está um pouco incomodado com isso. Mas eu acho que é uma luta mais fácil de promover agora. Estou muito motivado e quero essa oportunidade, especialmente com ele como campeão”, falou Machida.

O brasileiro foi punido pela USADA entre 2016 e 2017 com 18 meses fora do octógono, após uso da substância proibida 7-keto-DHEA fora do período de competição. Lyoto é a favor de um sistema de regulação do doping dos atletas, mas não a forma com que a Agência encara alguns casos.

“Sou a favor do sistema antidoping no esporte, acredito que seja bom para o esporte, mas não sou a favor de como a USADA lida com muitos casos. Eu acho que às vezes eles são muito duros e não levam em consideração como a situação ocorreu, o passado do atleta, situações semelhantes que poderiam ser vistas ao tomar uma decisão difícil na carreira de um atleta profissional, que vive e depende disso”, explicou Lyoto.

O foco de Lyoto na nova organização é competir em várias divisões e conquistar o cinturão dos médios contra o rival, Mousasi. O brasileiro não descarta competir nos meio-pesados já que tem uma vitória sobre o atual campeão Ryan Bader e também nos pesados.

“Uma luta com Fedor (Emelianenko) seria uma superluta. Sou fã do Fedor, sou fã desde o PRIDE, um grande campeão, e como gosto de desafiar a mim mesmo, novos desafios, essa foi uma das ofertas que veio com a minha mudança para o Bellator. É claro que lutar com Fedor seria uma honra, um sonho”, concluiu Machida.

Lyoto Machida ficou no Ultimate por 11 anos e foram 24 embates, 16 vitórias e oito derrotas. Seu último confronto na organização foi o nocaute sobre Vitor Belfort no UFC 224 em maio deste ano. Sua estreia no Bellator ainda não foi anunciada.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário